Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Operação da PF desvenda fraude nos serviços de lavanderias de hospitais no Rio

Publicidade

A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) desbarataram ontem uma rede de cartéis que fraudavam licitações para os serviços de lavanderia para hospitais e para a compra de anti-retrovirais no Rio de Janeiro. O grupo usava como sede o Sindicato das Empresas de Lavanderia do Estado do Rio de Janeiro (Sindilav). A ação da PF, batizada como Operação Roupa Suja, descobriu que os empresários combinavam antecipadamente os preços a serem apresentados e os resultados das licitações. Com isso, os valores eram mais altos do que se houvesse uma concorrência.
Comandavam o esquema o proprietário da empresa Brasil Sul, Altineu Pires Coutinho, e o presidente do Sindilav, Gilberto da Silveira Corrêa. Eles foram acusados de formação de cartel, formação de quadrilha e fraude em licitação.
Na fraude das licitações para aquisição do coquetel anti-aids, os responsáveis eram os empresários Vitório Tedeschi, proprietário das empresas Brasvit, e Hallen Elliot, e novamente Coutinho.
A operação prendeu 11 pessoas, mas uma ainda está foragida. No escritório da Brasvit, foram apreendidos R$200 mil e US$40 mil. A PF ainda investiga a participação de servidores públicos no esquema.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta