Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

OMS cria programa para reduzir déficit de trabalhadores especialistas em HIV

Publicidade

A Organização Mundial de Saúde (OMS) lançou um programa, em parceria com a Organização Internacional de Trabalho (OIT), para reduzir o déficit de trabalhadores em saúde que atuam para prevenir e tratar o HIV. O objetivo é mobilizar mais de quatro milhões de funcionários para atender a 57 países, principalmente da África Subsaariana, que concentra 11% da população mundial, 64% dos casos de Aids e somente 3% dos trabalhadores em saúde do mundo.
A OMS quer capacitar e reter os funcionários que atuam nestes países, já que hoje estes trabalhadores abandonam seus postos para migrar para países mais ricos, em busca de melhores condições de vida e salários mais altos.
A Organização estima que o projeto ?Tratar, Capacitar e Reter? consumirá, no mínimo, US$ 7,2 bilhões nos próximos cinco anos, até um máximo de US$ 14 bilhões. Isto representa um custo anual entre 2% e 5% dos de gastos sanitários habituais destes países.
Dados da ONU (Organização das Nações Unidas) mostram que em 2005 foram investidos R$ 8, 3 bilhões de dólares no combate e tratamento da Aids e, este ano, devem ser investidos R$ 8,9 bilhões, dos R$ 14 bilhões requeridos em prevenção e, em 2007, dos US$ 18 bilhões requeridos, devem ser investidos R$ 10 milhões.
Destes recursos, 55% serão destinados ao tratamento e atenção aos infectados pelo HIV na África, 20% na Ásia e no Pacífico, 17% na América Latina, 7% na Europa Oriental e 1% no Oriente Médio e África do Norte.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta