Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

O que o Startup Genome significa para nós empreendedores?

Publicidade

O que o Startup Genome significa para nós empreendedores?

Já faz algum tempo que incorporamos em nossos processos de busca por oportunidades e criação de valor os conceitos do Business Model Generation, Customer Development e Lean Startup.

O aprendizado tem sido imenso e os resultados ainda estão longe de onde queremos chegar. Mas a disciplina tem se mostrado bastante eficiente e a tração conquistada internamente e com os empreendedores impressionantemente eficaz.

O Startup Genome Report 01 publicado ontem traz dados valiosos para investidores e empreendedores que estão em busca constante em aprimorar a administração dos riscos envolvidos.

As conclusões do relatório reforçam nossa hipótese de que o “namoro” entre investidores e empreendedores é imprescindível para um casamento de resultado. O estudo mostra que os empreendedores com maior grau de Agilidade no Aprendizado (esse método não é apresentado no estudo, mas o sentido é o mesmo) levantam 7x mais capital e aumentam 3,5x mais sua base de clientes.

A Agilidade no Aprendizado é um preceito que já vem sendo usado há muito tempo pela Endeavor na escolha de empreendedores de impacto. E nossa hipótese de que acompanhar durante algum tempo o aprendizado do empreendedor e mostrar que nós como investidores também aprendemos, tem trazido grandes resultados.

Aprender com as melhores práticas, com os clientes e com os mentores (ou seja, nos livros e na rua) e agir guiado pelos feedbacks é critico para empreendedores e investidores. Quanto maior o aprendizado, maiores as chances de sucesso.

Outra conclusão interessante do estudo é que embora identificar o estágio em que se encontra o empreendedor (Descoberta, Validação, Eficiência, Escala, Maximização e Renovação) e metrificar a evolução de um estágio para outro aumente significativamente a performance operacional, ter um investidor “mão-na-massa” (assim como nós) não tem significância estatística.

Antes de mudar nossa abordagem de criação de valor, vamos estudar mais o assunto. Mas o que realmente importa para os empreendedores é entender que cumprir os preceitos de cada fase é muito importante. Segundo o estudo, empreendedores subestimam em 2 a 3 vezes o tempo necessário para validar suas teses.

 Meses de trabalhoNo de pessoas na equipeFinanciamento recomendado
Descoberta

7

1

10k a 50k

Validação

11

4

100k a 1,5M

Eficiência

17

4

0

Escala

25

17

1,5M a 7M

Dedicação ao principal desafio de cada fase e paciência, são as principais lições do estudo. Entender que para captar volumes significativos de capital é necessário o negócio já estar em fase de escala, e que não é necessário mais de 4 pessoas para “passar” pelas fases de descoberta, validação e eficiência, são preceitos que deveriam fazer parte do ferramental de qualquer empreendedor.

Edson Rigonatti é um dos sócios da Astella Investimentos (Venture Capital) e serve nos conselhos do Portal Educação, Navegg, Avantel e benCorp. Foi sócio da Cicerone Capital e Vice Presidente da Lucent Technologies. Formou-se pela Columbia Business School.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta