Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

O que fazer nesta crise

Publicidade

Nenhuma discussão hoje se completa se não tiver a frase “O que se deve fazer nesta crise”. Obviamente, todo mundo se sente muito à vontade para exteriorizar suas sugestões, baseadas em seu amplo conhecimento econômico-financeiro obtido através da leitura diária do Caderno de Economia do Estadão.

Deixe o seu comentário sobre esta notícia

Tem mais informações sobre o tema? Então, clique aqui

Vou tentar dar minha contribuição através de um “plágio-tradutório-literário”. O artigo original foi escrito por Alejandro Borensztein e publicado no Clarin de Buenos Aires. Faço abaixo a “tradução/adaptação/condensação” e “abrasileiração” desse artigo. Espero que nos mostre como (não) devemos enfrentar essa Crise.

“Todos nós podemos ser vítimas da crise financeira. Desde que tenhamos 100 Reais debaixo do colchão, até aqueles que têm 100 mil Dólares no Chase Manhattan. Com o decorrer da crise, o mais provável é que aqueles que tinham 100 mil Dólares no Chase Manhattan agora estejam com 100 Reais debaixo do colchão.

Durante as últimas semanas, tive o cuidado de anotar todas as opiniões de economistas e experts, publicadas em jornais e revistas, comentadas no rádio e na televisão, e agora me sinto à vontade para oferecer este compêndio de conselhos para que cada um faça o que puder para se safar do pior que ainda está por vir.

1.Se você tem Ações, não importa de que Empresa, deve vendê-las imediatamente, antes que seja muito tarde. Você deve ter liquidez em moeda corrente.

2. Se você não tem Ações, compre imediatamente, pois agora seus preços são verdadeiros presentes. Estão mais baixos do que nunca. Lembre-se da regra que diz: você sempre deve comprar quando todos estão vendendo. Nunca sonhou em ser dono da General Motors?

3. Estes são aqueles momentos em que é necessário manter a calma. Não deixe o pânico tomar conta de você. Tudo isso acontece porque as pessoas se assustam e correm para sacar todo seu dinheiro dos Bancos. Aqueles que conservam suas posições, sem dúvida vão obter consideráveis ganhos.

4. Por outro lado, é preciso ter reflexos rápidos. Corra para o Banco, saque tudo que tiver, ponha num Tupperware e enterre no quintal de sua casa. Não vai esperar o Governo inventar outra Contribuição Compulsória, vai?

5. Se seu dinheiro está num Banco pequeno, saque já. Os pequenos são os primeiros a quebrar. Quem se importa com o Banco do Comércio de Roraima?

6. Se você tinha alguns milhões de Dólares depositados no Lehman Brothers, não precisa fazer nada, pois certamente neste momento já virou estatística do Tesouro Americano. De qualquer forma, não deveria estar lá mesmo.

7. Para depositantes nos paraísos fiscais, aguardem para breve uma carta de seu banco se referindo a um tal de Bernard Madoff; no seu texto explicará que fizeram o melhor por seu investimento, que estão fazendo tudo o que é possível, que vão contratar os melhores advogados do mundo, etc. etc., e no último parágrafo constará a informação que, independente de quanto era, seu saldo virou pó (pó de poeira, aquele que não vale nada…).

8. Se você tem Euros, não os solte de forma nenhuma. Os Estados Unidos têm um enorme déficit e com certeza o Dólar vai se desvalorizar. Se até agora você só ganhou com o Euro, por que abrir mão dele agora?

9. Por outro lado, se tem Dólares, você esta muito bem. Diga a verdade: existe algo mais bonito do que as “verdinhas”? Você alguma vez viu alguém comprar alguma coisa em Euros? É até deseducado. Comprar em Dólares, isso sim, dá status internacional ao seu negócio. Não importa que seja um lance no E-bay.

10. Se acredita em nossos políticos, siga seus passos. Mande tudo para a Suíça. Creia, para essas coisas eles têm uma excelente visão de futuro.

11. Se pensa em comprar uma propriedade, você está absolutamente louco. Com essa crise, os Incorporadores e Proprietários inflaram artificialmente os preços para depois lhe oferecer um descontão. E você vai achar que saiu ganhando. Acredita que aquele apartamento em Perdizes pode valer o mesmo que um apartamento em Miami, de frente para o mar?

12.  Não acredite na conversa de que a hora é boa para comprar um apartamento em Miami. A “barra” lá está pesadíssima, com mais de 700 mil apartamentos à venda e os preços estão baixíssimos. Espere mais uns meses, que eles vão acabar dando “green card” para quem fizer esse sacrifício pela pátria (deles).

13. Se está pensando em vender sua propriedade, você deve estar absolutamente bêbado. O valor das propriedades vai continuar subindo, pois é o melhor refúgio para os investimentos. Não dê ouvidos aos corretores que querem assustá-lo com a ameaça de uma grande desvalorização futura. Eles só querem ganhar sua comissão.

14. Não faça poupança. Este é um excelente momento para gastar. A recessão faz os preços baixarem e você pode comprar tudo que sempre teve vontade. Que tal um carro novo na garagem? Agora tem desconto do IPI. Vamos lá, anime-se.

15. Você está realmente pensando em sair em férias? Viajar num momento destes? Gastar aquele restinho de poupança? Você é um irresponsável!

16. Se tem um negócio e está pensando em expandi-lo, realmente você está no momento de ser internado num hospital psiquiátrico. Leia os Jornais. A maior recessão da história está batendo em sua porta e você está pensando em ampliar seu negócio? O certo seria despedir todos seus empregados, colocar sua mulher como vendedora, você tomaria conta do caixa e sua sogra sempre poderia dar uma boa ajuda na limpeza.

17. Por outro lado, se está pensando em abrir um novo negócio, agora é a hora certa. Mostre que você é um empreendedor. Vá em frente e faça o que tem que ser feito! Humilhe a concorrência.

18. Se você tiver investimentos na Islândia, não se preocupe. Na verdade não há mais nada com que se preocupar. Nem com aquele dinheiro escondido que agora não existe mais.

19. Para aqueles que pensam em deixar o País, mudem imediatamente de idéia. Nada mais errado. O mundo está vindo abaixo e um dos poucos lugares que estão a salvo é o Brasil. Estamos longe, acham que nossa capital é Buenos Aires e vendemos o único produto que o mundo sempre vai necessitar. C-O-M-I-D-A. Lembre bem do que nosso presidente disse. “Esse é um problema deles, não nosso..” Falou, está falado.

20. Para aqueles que pensam em voltar a Pátria: vocês realmente acreditam que o mundo vai apertar o cinto para comprar comida brasileira? Quando os americanos deixarem de comprar produtos da China, os chineses vão voltar a comer arroz com arroz. E onde vamos enfiar toda essa soja que produzimos? Não responda. Essa crise vai afetar os países emergentes muito mais do que a qualquer outro País. Fique em Miami. Veja que o nosso presidente vive falando em Comitê da Crise. Algum motivo ele tem…

21. Se você não tem ações, investimentos, depósitos bancários, propriedades, dinheiro nem nada, você está muito bem. Não tem com que se preocupar. O que importa é sua saúde.

22. Se perdeu tudo, abra a janela e se atire. Lembre-se que só é efetivo do quarto andar para cima.

23. Se está pensando em se suicidar, não esquente. Compre um saco de pipoca, uma Coca-Cola e assista o Jornal Nacional. Como dizia um velho amigo: “Não se vão ainda que agora vem o melhor…”

MORAL DA HISTÓRIA: Ninguém sabe o tamanho ou a extensão dessa crise, mas ela será menos crise se cada um continuar fazendo aquilo que tem para fazer. Já passamos por outras piores, mais endividados, mais dependentes e menos preparados. Vamos sair dessa também. Com bom humor.

 

*Edson Santos é vice-presidente do International Hospital Group e presidente da Rede Vita

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicadas refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nesta publicação.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta