🚀 HIS18 Já conferiu os primeiros palestrantes do HIS? Já são mais de 20! CLIQUE AQUI

O importante papel da área de tecnologia para os negócios

A tecnologia da informação já faz parte do dia a dia das pessoas, das empresas e das instituições e é muito clara a sua presença. Porém, mais do que uma presença marcante, a TI passou por uma mudança grande de papel em especial em empresas e instituições de todos os setores, incluindo a saúde.

Descrito há quase 20 anos pelo físico Venkatraman, o novo papel da TI mostra como ela influencia a transformação dos negócios.

O novo papel da TI segundo Venkatraman

  • Nível 1: EXPLORAÇÃO LOCALIZADA – Apenas atividades primárias, como controle de estoque, usam a TI.
  • Nível 2: INTEGRAÇÃO INTERNA – Aqui há um aumento da eficiência e  melhora do atendimento com automação de processos.
  • Nível 3: REENGENHARIA DE PROCESSOS – Há uma nova lógica de funcionamento através da revisão e melhoria de processos.
  • Nível 4: REENGENHARIA DE NEGÓCIOS – Redes internas e externas são atingidas com a revolução do negócio tendo a TI como responsável pela gestão da cadeia de fornecimento, CRM, entre outros.
  • Nível 5 – REDEFINIÇÃO DO ESCOPO DOS NEGÓCIOS – A TI faz parte de todos os processos, sendo peça estratégica fundamental, podendo, inclusive, gerar subprodutos e/ou novos negócios.

Poucas são as empresas que já se encontram no nível 5.

Como isso se aplica à Saúde?

Se o novo papel da TI já faz parte da realidade das empresas, não é diferente na saúde: Big Data fazendo a gestão de documentos e informações e a interoperabilidade permitindo integração de aparelhos e sistemas tornando o trabalho entre os diversos players da instituição mais eficiente e econômico.

Já a Conectividade, ou comunicação integrada, permite que dados de todos os setores e diferentes unidades de uma instituição estejam integrados, podendo ainda serem conectados à outras organizações.

Nos Estados Unidos e Europa essa é uma realidade do presente, no Brasil já começamos a ver resultados em algumas instituições, incluindo a saúde pública do Distrito Federal, e o Chile está sendo considerado líder internacional na implantação de um sistema eletrônico para saúde.

É a hora e a vez de colocar a saúde no mais alto patamar de tecnologia garantindo serviços de maior qualidade, segurança e eficiência para o paciente, aumentando a produtividade e economia das instituições.

       

Deixe uma resposta