Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Número de casos de dengue quadruplica no mês de janeiro

Publicidade

O Brasil está em alerta por causa do crescimento de casos de dengue. Segundo o Dr. Jorge Amarante, infectologista do Hospital Samaritano de São Paulo, os sintomas da dengue são febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda do apetite, manchas e erupções na pele, náusea e dores nos ossos e articulações.

Quando surgem os sintomas, o problema evolui em três formas diferentes: dengue clássica – similar à gripe; dengue hemorrágica, mais grave, caracterizada por alterações da coagulação sanguínea; e a chamada síndrome do choque associado à dengue, forma raríssima, mas que pode levar à morte se não houver atendimento especializado.

A manifestação de dengue hemorrágica é menor em pessoas infectadas pela primeira vez, sendo mais comum em pacientes que já contraíram a doença anteriormente. Os sintomas da dengue hemorrágica são semelhantes à dengue clássica. “Quando a febre desaparece e começam a surgir outros sinais, como dores abdominais fortes, vômito persistente, pele pálida, sangramentos pelo nariz, boca e gengiva, dificuldade respiratória e perda da consciência, deve-se ficar alerta”, explica Dr. Amarante.

Doutor Amarante salienta que não existem medicamentos antivirais para combater a doença. “O tratamento é sintomático, para alívio dos sintomas. Porém, é extremamente importante consultar um médico, pois algumas substâncias tipicamente usadas para tratar febre e dor de cabeça podem agravar o estado de saúde do paciente”, esclarece o médico.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta