Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Novo medicamento melhora qualidade de vida de pacientes com câncer de pulmão

Publicidade

Dados de um estudo apresentado na 2ª Conferência Europeia de Câncer de Pulmão IASLC-ESMO, em Genebra, na Suíça, mostraram uma boa notícia para pacientes com câncer de pulmão avançado de células não-pequenas . O estudo, chamado IPASS, comparou o uso de um novo medicamento, o IRESSA (gefitinibe), em primeira linha à quimioterapia combinada padrão (carboplatina/paclitaxel), e indicou que 70% dos pacientes com mutações do EGFR (um biomarcador importante para definição do tratamento do câncer de pulmão), tratados com gefitinibe, apresentaram melhora de qualidade de vida contra 45% daqueles que receberam quimioterapia.

O estudo mostrou ainda que além de maiores taxas de aumento de qualidade de vida, um número significativo de pacientes apresentou melhora dos sintomas de câncer de pulmão com gefitinibe comparado à quimioterapia combinada (76% contra 54%). Os pacientes que utilizaram gefitinibe apresentaram melhora de qualidade de vida ou de sintomas, no tempo médio de 8 dias.

Estes benefícios significativos de qualidade de vida e melhora dos sintomas em pacientes com mutação do EGFR apoiam a eficácia do gefitinibe em termos de sobrevida livre de progressão e taxa de resposta objetiva nestes pacientes. Já para pacientes com câncer de pulmão avançado de células não-pequenas sem mutações do EGFR, a eficácia da quimioterapia combinada foi superior.

Os dados foram apresentados pela Dra Sumitra Thongprasert do Chiang Mai Hospital, na Tailândia.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta