Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Novartis investe na modernização da fábrica de Resende

Publicidade

O laboratório Novartis vai investir R$ 54 milhões na modernização da fábrica de Resende, no Estado do Rio de Janeiro. A inauguração das novas instalações vai vialilizar parte da produção da síntese química do valsartan, princípio ativo do remédio Diovan, o mais vendido pela companhia e indicado para o tratamento da hipertensão. Das 11 fases necessárias para a obtenção da molécula do medicamento, o Brasil será o responsável por quatro dos principais estágios que correspondem a uma das últimas etapas da síntese da substância. Após esta fase, o produto bruto será exportado para a matriz, que finalizará o processo do princípio ativo, dando origem ao valsartan. Além da matriz, Resende passará a ser, a partir da produção da primeira partida nacional, em julho deste ano, a única fábrica da Novartis no mundo envolvida com a produção do Diovan.

Essa decisão estratégica faz parte do processo de reorganização da companhia, que incluiu as fábricas da subsidiária brasileira (Resende e Taboão da Serra, em São Paulo). A operação brasileira é completa, reunindo não só processo farmacêutico em si, que consiste na fabricação do produto terminado, realizado em Taboão da Serra, como o químico, com a síntese das substâncias ativas, em Resende. Dentre as maiores indústrias farmacêuticas do mundo, a Novartis é a única a produzir alguns de seus próprios princípios ativos no País.

Para a Novartis Brasil, a iniciativa representa o reconhecimento da excelência da qualidade e da capacidade produtiva da unidade, além de posicioná-la como o primeiro centro produtivo a funcionar como pólo exportador do princípio ativo do valsartan no mundo.

A fábrica de Resende foi inaugurada em 1959 e desde então vem contribuindo para a economia local. O investimento gerará cerca 100 novos postos de trabalho. Também serão gerados, em média, até quatro empregos indiretos para cada vaga aberta. Com o acréscimo deste produto para exportação, a produção total da unidade de Resende será praticamente quadruplicada, passando das atuais 130 toneladas anuais para 480.

Os investimentos já realizados credenciam as fábricas do complexo industrial da Novartis no Brasil entre as mais modernas instalações do mundo. O processo de auditoria, concluído em janeiro deste ano, assegurou a recomendação para as certificações ISO 9001-versão 2000, ISO 14001 e OHSAS 18001, por um dos órgãos certificadores de maior prestígio internacional, o “Bureau Veritas Quality International” (BVQI).

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta