Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Negociações devem ser mais transparentes na saúde

Publicidade

Estabelecer relações mais transparentes e éticas podem trazer mais credibilidade e valor ao mercado de saúde brasileiro. Esta foi uma das considerações feitas durante o debate sobre ética nos negócios, realizado durante o Saúde Business Forum, que ocorre na Praia do Forte, Bahia, entre os dias 16 e 19 de setembro de 2010.

e receba os destaques em sua caixa de e-mail.

Com o objetivo de aumentar a transparência na área de negócios do setor de saúde, entidades de classe, hospitais e operadoras tem discutido as relações éticas em toda a cadeia. No setor de saúde, a ética vai desde a relação com o paciente até a indústria. Segundo a Associação Brasileira dos Importadores de Equipamentos, Produtos e Suprimentos Médico-Hospitalares (Abimed), a impressão é de que algumas entidades, alguns profissionais têm seus próprios códigos de conduta, que visam para tirar o máximo de proveito em determinadas situações.

O presidente da associação, Carlos Goulart ressalta que a resolução de questões éticas envolvendo negócios na área de saúde é fundamental para que o setor possa ser mais transparente, ético e sustentável.

Dentro deste tema, um dos assuntos que mais chama a atenção de toda a cadeia é a questão da remuneração, que deve ser discutido de forma clara entre fontes pagadoras, hospitais e profissionais da saúde.

Segundo o vice-presidente da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), Francisco Balestrin, é preciso maturidade do setor para que ele possa assumir e discutir questões éticas que devem ser tomadas base para o desenvolvimento sustentável do segmento de saúde.

Para o presidente da Confederação Nacional de Saúde (CSN), José Carlos Abrahão, o papel das associações é fundamental para fomentar a ética nos negócios envolvidos no setor. “Estas entidades podem estabelecer códigos de conduta ética e fiscalizar sua aplicação junto às empresas associadas”, completa.

Durante o debate, a presidente da União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde (Unidas), Iolanda Ramos, destacou a importância da transparência nas entidades. “É muito importante discutirmos assuntos como ética no atual momento em que vivemos, devemos valorizar os princípios morais, independente do que fazemos”.

O filósofo Sérgio Cortella, que participou da discussão enfatizou a integridade e credibilidade nos processos envolvidos em toda a cadeia de negociação da área de saúde.

Leia mais:

Confira a cobertura completa do encontro

 Você tem Twitter? Então, siga https://twitter.com/ e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta