Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Mundo precisa de mais quatro milhões de trabalhadores em saúde

Publicidade

Uma pesquisa apresentada pela Organização Mundial de Saúde mostrou que são necessários mais quatro milhões de médicos, enfermeiras, parteiras e trabalhadores da saúde para reduzir a carência global de profissionais da área, que é mais aguda na África. A OMS organizou uma força-tarefa para ajudar estes países a gerir melhor seus recursos e buscar formas de reter os profissionais qualificados.
Dos 57 países com maior déficit de trabalhadores de saúde, 36 são da África Subsaariana, que tem refletido em lapsos na imunização infantil e assistência ao parto, entre outros problemas.
A força-tarefa, composta por parceiros como a Fundação Bill & Melinda Gates, o Banco Mundial, o Conselho Internacional de Enfermagem e agências de desenvolvimento do Canadá, Noruega, Tailândia e União Européia, irá buscar apoio à educação dos trabalhadores de saúde, em parcerias com escolas de países desenvolvidos.
Também serão criados ?times de planejamento? em cada país, para estudar os déficits e organizar líderes acadêmicos que formem uma estratégia para rapidamente suprir as deficiências na formação dos trabalhadores.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta