Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

MT: estado pode ganhar fábrica de medicamentos

Publicidade

Silval Barbosa (PMDB) e Wilson Santos (PSDB) pontuam as pesquisas de eleições 2010 para governar o estado do Mato Grosso.
e receba os destaques em sua caixa de e-mail. 
O candidato pelo PMDB cita em suas propostas que irá advogar a favor da saúde, para isso pretende manter o Programa de Eficiência Energética de comunidade de baixa renda, e do hospital de saúde dos militares está incluso na sua proposta de governo, assim como manter e incrementar os seguintes programas no setor: Saúde da Família; Vigilância em Saúde; rede de atenção de média e alta complexidade com foco na regionalização; Viva Mulher e; Programa QualiSUS.
Barbosa em seu eventual governo vai criar a fábrica mato-grossense de medicamentos e estruturar um cronograma de dispensação dos medicamentos produzidos pelo Estado aos seus municípios. Promover a contratação de novos agentes de saúde, com fim de suprir as faltas existentes, e incentivo fiscal à iniciativa privada para a cooperação no custeio dos serviços particulares contratados emergencialmente, bem como na aquisição de equipamentos e estrutura física de saúde.
Elevar os percentuais orçamentários do setor e buscar parcerias, junto ao segundo e terceiro setor, e ao governo federal, com o fim de aumentar o Piso de Atenção Básica, são outras das prioridades do governo de Barbosa. Assim como: incrementar as ações dos Conselhos de Saúde estaduais e municipais; estruturar o aparelhamento estatal; ampliar e fortalecer a rede de hospitais regionais nas áreas de referência de média e alta complexidade, e as UPAS; implantar o sistema de co-gestão, Estado e municípios, na regulação dos serviços de urgência e emergência; implantar o Hospital Estadual da Criança e o Centro Estadual de Recuperação para dependentes químicos, e capacitar profissionais de saúde para compor uma equipe multidisciplinar; colaborar para conclusão do Hospital Universitário de Cuiabá com 250 leitos; fortalecer o programa Saúde na Escola e os CAPS, informatizando o sistema de fichas de internação compulsória; e estimular parcerias público-privadas. 
Wilson Santos
Para o candidato pelo PSDB o desafio da Saúde em Mato Grosso está na melhoria da gestão que consiste em organizar as ações e serviços da rede estadual através das
Unidades Regionais de forma única e integrada de atenção à saúde, na atenção básica e na de média e alta complexidade.
Sua proposta traz a universalização do acesso às ações e serviços de atenção básica, por meio das equipes de saúde da família e das unidades básicas de saúde; priorizar o planejamento das ações de custeio e investimento o caráter redistributivo, discriminando positivamente os municípios mais carentes; empregar a inteligência epidemiológica nos espaços regionais, articulada com os centros estadual e nacional de Epidemiologia; padronizar os procedimentos de trabalho em saúde, direcionando-os paragestão pela qualidade.
Santos também pretende promover o desenvolvimento dos Recursos Humanos para o SUS através da Escola de Saúde e controlar e avaliar a qualidade da atenção a saúde no estado/regionais com o fortalecimento do pacto de gestão (Parceria dos três níveis de
governo). Além disso, operar as Unidades de Referência estadual/regional de média e alta complexidade em parceria com os municípios (consórcios) e desburocratizar a cooperação técnica nas regionais de saúde para o fortalecimento dos Colegiados de Gestão Regional – CGR e consórcios fazem parte das suas prioridades de governo.
O candidato ressalta ainda que vai construir, equipar e operar seis Hospitais Regionais, sendo um na Região Metropolitana de Cuiabá e desembaraçar e viabilizar a conclusão e operação das obras inacabadas na mesma região.
Instituir política de funcionamento dos hospitais de pequeno porte e disponibilizar salas para Micro e Pequenas Cirurgias nas cidades sem esse atendimento também está em destaque. Sua proposta inclui ainda:
– Promover mutirões de pequenas cirurgias, como as de catarata, por exemplo, reduzindo as atuais filas e a pressão sobre o sistema de média complexidade;
– Criar e assegurar atendimento de média e alta complexidade nas ações de saúde reabilitadoras, nas referências regionais, através do centro de Reabilitação Dom Aquino Correia;
– Assegurar o acesso aos serviços de atendimento médico a dependentes químicos, através da reorganização do programa de saúde mental, em parceria com a União e os municípios, garantindo os recursos necessários ao processo de descentralização desses serviços para as referências regionais;
– Apoiar a consolidação da Política Nacional de Atenção a Saúde Indígena, com a estruturação do programa no âmbito da secretaria estadual de
Saúde;
– Apoiar a continuidade da implantação da Política Nacional de Assistência
Farmacêutica, considerando os princípios de universalidade e da integralidade, priorizando o acesso aos medicamentos de alto custo;
– Apoiar os municípios na criação das Centrais de Regulação municipal, garantindo o acesso dos cidadãos, de forma mais rápida e humanizada, à rede hierarquizada de atenção integral à saúde em toda sua plenitude;
– Criar o Telessaúde-MT, permitindo que equipes de saúde de qualquer parte do estado fale com centros de especialidades do SUS e dos Hospitais Universitários para discutir casos clínicos e demais procedimentos e;
– Ampliar a rede de Centros de Especialidades Odontológicas nas regionais
do estado, em consonância com a política nacional.
Veja especial eleições para região sul:
RS: candidatos apresentam propostas para saúde
SC: disputa equilibrada entre Ângela Amim e Colombo
PR: disputa está acirrada entre Beto Richa e Osmar Dias
Sudeste:
SP: candidatos veem saúde como prioridade
RJ: candidatos focam em atendimento primário
ES: descentralizar saúde é foco de candidatos 
MG: Candidatos querem regionalizar saúde
Centro-Oeste
MT: estado pode ganhar fábrica de medicamentos
MS: Candidatos querem ampliar programa Saúde da Família

Você tem Twitter? Então, siga https://twitter.com/ e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta