Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

MP investiga falhas no SAMU de SP

Publicidade

O Ministério Público Estadual (MP) de São Paulo abriu um inquérito para esclarecer porque apenas 12 das 80 motocicletas de pronto atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estão em operação na capital paulista. As unidades batizadas de motolâncias foram entregues à prefeitura de São Paulo pelo Governo Federal.
De acordo com o MP, o inquérito foi aberto em 30 de abril e está apurando o caso das motolâncias e também uma outra falha nas operações do SAMU que é a demora no acionamento das unidades de emergência. Em alguns casos as ambulâncias chegam a demorar horas para atender um chamado. A cidade de São Paulo possui 65 bases do serviço.
O próximo passo do MP é reunir-se com a diretoria do SAMU e com a Polícia Federal Rodoviária, que é responsável pelo treinamento dos socorristas que trabalham com as motolâncias.
Em nota a Secretaria Municipal de Saúde informou que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já realizou quatro cursos de direção defensiva com o SAMU para capacitar os socorristas. O órgão público também disse que um quito curso de capacitação já foi solicitado e até o momento possui 14 profissionais inscritos.
De acordo com a secretaria somente após o término do processo e com a aprovação dos profissionais é que são encaminhados os nomes dos pilotos das motocicletas ao Ministério da Saúde para que eles sejam oficialmente incorporados ao contingente do SAMU.
A nota encaminha ressaltar que, de acordo com os critérios da Resolução CONTRAN nº 168 de 14 de dezembro de 2004, cabe aos órgãos ou entidades executivas de trânsito do Estado e do Distrito Federal ministrar cursos de direção defensiva.
Ao final da nota de esclarecimento a Secretaria Municipal de Saúde Informamos diz que está trabalhando junto a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP/SP) para a ampliação do convênio entre o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e o Corpo de Bombeiros para a ampliação do quadro de condutores das unidades móveis do serviço com o objetivo de que membros da Polícia Militar façam parte da equipe para contribuir com as ações do SAMU da capital.
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta