Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Ministério libera R$ 2,5 milhões para controle de hanseníase

Publicidade

O Ministério da Saúde liberou R$ 2,5 milhões para os 27 estados e para os 30 municípios que apresentam maior número de casos de hanseníase. Segundo Plano Nacional de Eliminação da Hanseníase, o recurso destina-se ao reforço das ações de vigilância e controle ? como capacitação de agentes dos programas Agente Comunitário de Saúde (PACS) e Saúde da Família (PSF) e outros profissionais da rede básica de saúde, apoio para realização de campanhas para detecção de casos novos, apoio técnico a municípios para descentralização das atividades de diagnóstico e tratamento, entre outros. Todos os municípios receberam R$ 35,7 mil, e as secretarias estaduais de Saúde, R$ 117 mil, R$ 67 mil ou R$ 27 mil, de acordo com a situação do avanço da doença em cada estado. Maranhão, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Roraima e Tocantins foram beneficiados com valor mais alto, pois registram maior incidência. Os pacientes com hanseníase, no Brasil, têm medicamento gratuito nas Unidades de Saúde, que é doado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
Recentemente, o ministério lançou um novo instrumento de monitoramento da situação epidemiológica da hanseníase nos estados: as Cartas de Eliminação da Hanseníase. As Cartas contêm informações resumidas sobre a descentralização do diagnóstico e tratamento da doença, o quadro epidemiológico com dados de 2003 e um mapa com a localização das microrregiões nos estados com seus respectivos coeficientes de prevalência ? número de casos para cada grupo de 10 mil habitantes. O objetivo é evidenciar o problema e cobrar empenho dos gestores para que o Brasil alcance a meta nacional de eliminação da doença.
Até o final de 2005, outras três edições das Cartas serão enviadas trimestralmente aos gestores, de forma a manter o monitoramento e orientar ações estratégicas necessárias ao êxito do Plano Nacional de Eliminação da Hanseníase.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta