Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Ministério investe na ampliação do Samu

Publicidade

O Ministério da Saúde está investindo na ampliação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O órgão anunciou ontem (29/06) a adesão do Samu/192 de Piracicaba (SP) à Política Nacional de Atenção às Urgências do Ministério da Saúde; à entrega de sete ambulâncias para o Samu de Ribeirão Preto (SP); e a inauguração do Serviço em Diadema (SP). Ao aderir à política nacional, o Samu/192 de Piracicaba passará a contar com ajuda financeira do Ministério, para custear o serviço, e ganha reforço na frota de ambulâncias. O serviço de atendimento às urgências da cidade foi criado em novembro de 1996 e funciona com quatro unidades (três de suporte básico e uma de suporte avançado) e uma central de regulação. Antes da adesão à rede nacional, todo o serviço era custeado exclusivamente pelo município. Com a integração, o serviço recebe cinco ambulâncias do Ministério e passa a receber R$ 96,5 mil mensais da União para o custeio do serviço. Além dos recursos para custeio, nos próximos meses, o município contará com novos equipamentos para a central de regulação e para as ambulâncias de suporte avançado. Assim, a população de Piracicaba e de outros seis municípios da região, totalizando 400 mil habitantes, passam a dispor de nove ambulâncias.
O Ministério também entregou sete veículos ao município de Ribeirão Preto, reforçando a frota de ambulâncias e permitindo à cidade realizar atendimento regional. Dessa forma, o Samu de Ribeirão terá sua capacidade ampliada, passando a atender 1,1 milhão de habitantes em 25 municípios. Além disso, ao operar regionalmente, a ajuda de custo do governo destinada ao serviço passará de R$ 109 mil para R$ 211,5 mil.
Diadema também está sendo integrada à rede Nacional Samu/192 do Ministério e recebeu cinco ambulâncias da União, as quais atuarão em conjunto com os quatro veículos pertencentes à prefeitura.
Com a integração ao Samu do Ministério, Diadema também passará a receber ajuda mensal no valor de R$ 96,5 mil, recursos que equivalem a 50% do custo mensal do programa.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta