Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Ministério divulga ações do programa de qualidade do SUS

Publicidade

O ministro da Saúde, Humberto Costa, lançou hoje (08/07) na Tenda da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a política de Qualificação de Atenção à Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) ? QualiSUS. Seis hospitais de urgência do Rio de Janeiro integrarão o QualiSUS: Miguel Couto, Rocha Faria, Bonsucesso, Andaraí, Souza Aguiar e Salgado Filho. O QualiSUS é uma das políticas prioritárias do governo federal na área de saúde e prevê investimentos de cerca de R$ 40 milhões neste primeiro ano. No Rio de Janeiro, o QualiSUS desenvolverá a Qualificação do Sistema de Urgência que tem como componentes a implementação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a regulação de leitos hospitalares e a qualificação do atendimento nos grandes hospitais de urgência. O QualiSUS prevê parcerias entre a União, Estados e Municípios. O Ministério da Saúde entrará com investimentos para obras e compra de equipamentos e assessoria para mudanças nos hospitais. Cabe ao Estado e ao município gerenciar a implantação do QualiSUS nas suas unidades, garantindo os insumos e recursos humanos para o funcionamento adequado dos hospitais.
Além da melhoria do atendimento das emergências médicas, o QualiSUS vai atuar em outras quatro frentes: adequação das unidades de atenção básica para que realizem procedimentos simples, contribuindo para reduzir as filas nas emergências; garantia do acesso a consultas especializadas e cirurgias de média complexidade a toda a população; implementação de política de humanização do atendimento no SUS; criação de centrais de regulação de leitos e de consultas para distribuir pacientes entre hospitais e unidades de atenção básica, e informatização dos hospitais.
As diretrizes do QualiSUS foram elaboradas a partir dos dados aferidos pela pesquisa ?A Saúde na Opinião dos Brasileiros?, realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o Conselho de Secretários de Saúde (Conass) e concluída em 2003. De acordo com a pesquisa, mais de 90% da população brasileira é usuária de alguma forma do SUS.
Nessa primeira etapa, o QualiSUS prevê a melhoria nas emergências dos hospitais desde o acolhimento dos pacientes até o atendimento médico. A partir da implantação do programa, a triagem dos hospitais será feita por médicos e enfermeiros, que vão priorizar os casos mais graves. A estrutura do acolhimento aos pacientes contará, ainda, com salas de espera, área para o registro de pacientes, salas para classificação do risco e de apoio aos familiares, além de porta exclusiva para a chegada de pacientes em estado grave.
Os pacientes vão aguardar pelo atendimento em instalações mais adequadas. O local destinado à emergência também terá novos espaços como consultórios, leitos de observação, salas de estabilização, clínica para urgências, salas para procedimento de pequeno porte, laboratórios de imagem e de patologia clínica e bancos de sangue. As emergências dos hospitais vão contar também com enfermarias e leitos de UTI. Outra preocupação é com a sinalização legível das diferentes salas das urgências para agilizar o atendimento e dar maior autonomia aos usuários.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta