Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Ministério deve reembolsar hospitais por gastos com acompanhantes

Publicidade

O Ministério da Saúde acaba de anunciar que tem planos de aumentar o valor das Autorizações de Internação Hospitalar (AIH) para que os hospitais possam arcar com as despesas pela permanência dos acompanhantes de pacientes atendidos pelo SUS, a partir de 2005. A informação foi fornecida pela coordenadora da Política Nacional de Humanização da Atenção e Gestão no Sistema Único de Saúde (HumanizaSUS), Regina Benevides, em palestra realizada no auditório do Hospital São Paulo. Segundo ela, o projeto já se encontra em fase de análise da viabilidade econômica pelo Ministério da Saúde.
A coordenadora ainda adiantou que o Ministério estuda a possibilidade de financiar ações ligadas ao atendimento domiciliar e obteve junto ao CNPq linhas para financiar pesquisas no campo da humanização.
Durante o evento, Regina lembrou que a nova política de financiamento dos hospitais universitários e filantrópicos – que substitui a remuneração por procedimentos por uma antecipação de recursos vinculados a metas – já exige como contrapartida a introdução de ações visando à humanização.
O Hospital São Paulo assinou convênio com o Ministério da Saúde no último dia 5 de novembro, mas, antes mesmo dessa exigência, já realizava programas de humanização, como a Biblioteca Viva (contadores voluntários de histórias para as crianças internadas), a expansão do horário de visitas inclusive para o período noturno, casa de apoio para abrigar mães de crianças em tratamento, entre outros.
O Programa de Acolhimento, também em funcionamento no Hospital São Paulo, é um dos pontos que integram a política de humanização proposta pelo Ministério e tem como foco a redução das filas. Pressupõe equipes especializadas em direcionar os pacientes para os diferentes serviços, formadas por profissionais capacitados a avaliar o risco e a vulnerabilidade de cada caso, inclusive para definir prioridades.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta