Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Merck promove ações de saúde na Semana Internacional da Tireoide

Publicidade

Merck promove ações de saúde durante a Semana Internacional da Tireoide

Evento acontecerá em seis cidades do Brasil e terá apoio da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia)

Cerca de 15% da população brasileira acima de 45 anos sofre de algum distúrbio da tireoide. As doenças da tireoide podem ser silenciosas, sendo que grande parte da população ainda não está devidamente conscientizada de como é realizado o diagnóstico destas patologias e a importância do tratamento adequado, evitando assim, complicações futuras.

Diante deste quadro, de 24 a 29 de maio, a Merck irá promover a Semana Internacional da Tireoide, uma ação que acontecerá em mais de 65 países, e que no Brasil contará com o apoio da SBEM (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia). O objetivo desta campanha é levar informações aos pacientes sobre as doenças da tireoide, esclarecendo seus principais sinais e sintomas, a importância do diagnóstico e tratamento precoces com o intuito de minimizar complicações futuras.

Segundo o presidente da SBEM, Dr. Ricardo Meirelles, o objetivo do evento é conscientizar a população para as doenças tireoidianas, que são muito freqüentes e, muitas vezes, passam desapercebidas, causando problemas de saúde que poderiam ser evitados. Ele ressalta que o evento é uma forma de chamar a atenção para o problema das doenças da tireoide, mas os esforços para esclarecer à população não podem se limitar ao dia da campanha. É necessário manter um esforço permanente para manter a população informada, ao longo do ano.

“O principal aspecto ou dificuldade de tratamento para os pacientes acometidos por doenças da tireoide é a escassez de endrocrinologistas nos serviços primários de atenção à saúde. É preciso que os postos de saúde possam contar com endocrinologistas, para diagnóstico e tratamento das doenças endócrinas, como os distúrbios da tireoide, diabetes e obesidade, que são muito freqüentes e com grande potencial de complicações”, ressalta ele.

No Brasil, o evento será realizado nas seguintes datas e locais: 24/05 – Central do Brasil, no Rio de Janeiro (RJ); 26/05 – Shopping ABC, em Santo André (SP); 28/05 – Estação de Metrô da Sé, em São Paulo (SP); 29/05 – Shopping Muller, em Curitiba (PR); Shopping Campinas, em Campinas (SP), e Shopping Lapa, em Salvador (BA).

Em cada local serão realizadas ações como a distribuição de materiais educativos para ajudar a reconhecer os principais sintomas de distúrbios da tireoide, além da realização gratuita, por um especialista, o endocrinologista, do exame de palpação da glândula tireoide. Serão distribuídos folhetos informativos sobre Hipotireoidismo, Hipertireoidismo, Hipotireoidismo Congênito e Nódulos Tireoideanos.

Dr. Ricardo Meirelles esclarece que, como as doenças da tireoide são muito freqüentes, é importante que a população saiba como identificá-las, permitindo o tratamento precoce e evitando o seu agravamento. Segundo ele, para se fazer o diagnóstico de qualquer doença, é preciso pensar nela e conhecê-la. A falta de hábito de inspecionar o próprio corpo à procura de alterações é que faz com que muitos diagnósticos sejam realizados tardiamente.

“Isso fica muito claro no caso do câncer de mama, em que as campanhas pelo auto-exame permitiram preservar inúmeras vidas. Por outro lado, doenças como o hipotireoidismo, cujos sintomas podem ser confundidos com os de uma série de outras patologias, muitas vezes ficam anos sem diagnóstico porque não foram lembradas”, informa o presidente da SBEM.

A tireoidite, inflamação da glândula tiróide, afeta cerca de 10 milhões de pessoas no Brasil, podendo causar tanto hipertireoidismo como hipotireoidismo ou um seguido pelo outro. Pode também causar bócio, um inchaço anormal no pescoço devido a um aumento da glândula tireoide, doença causada pela carência de iodo no organismo, em função da inatividade da tireoide.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia, o hipotireoidismo acomete com maior freqüência as mulheres. Enquanto ating

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta