Semana da Saúde 2017 Semana da Saúde: discuta os principais assuntos de Tecnologia da Informação em 10 Webinars. Reserve seu lugar! Clique aqui

Merck e Amazon desenvolvem soluções por voz

Publicidade

A Merck busca em sua parceria com a Amazon Web Services (AWS) explorar e desenvolver soluções habilitadas de voz digital para pessoas que apresentam doenças crônicas, utilizando o Amazon Lex, as mesmas tecnologias de aprendizagem que alimentam o Amazon Alexa. A ideia inicial é trabalhar com o diabetes, uma doença crônica e progressiva que afeta cerca de 415 milhões de pessoas.

A primeira atividade denominada Alexa Diabetes Challenge consiste em um convite para o mercado da indústria, empreendedores e técnicos para a criação de soluções inovadoras de voz para pacientes com diabetes tipo 2, previsto para o próximo mês.

A Luminary Labs é a responsável pela direção do desafio, os detalhes ainda não foram divulgados, o que foi noticiado é que a operação visa convidar os desenvolvedores para impulsionar os limites da tecnologia de voz para pessoas com diabetes.  A ação se mostra receptiva para a apresentação de ideias singulares, que propiciem diferentes vertentes que serão avaliadas cuidadosamente, conforme ressaltou Sara Holoubek, E CEO da Luminary Labs.

As empresas têm como objetivo criar novas soluções dentro da área de saúde que possam conectar as pessoas com informações para ajudar a melhorar o gerenciamento da própria saúde, ou seja, impulsionar a experiência de ambas as organizações – reunir a experiência da Merck em epidemiologia, desenvolvimento de fármacos, programas de educação de pacientes, e o know how da Amazon em serviços web, dispositivos e interfaces de voz.

A longo prazo a Merck pretende investir na criação de ferramentas para outras doenças crônicas utilizando a mesma plataforma Amazon Lex e o sistema home de voz Alexa. Permitindo que os cuidados de saúde sejam aprofundados, além de auxiliar as pessoas a gerenciar melhor os tratamentos e se comunicar com os cuidadores.

A estimativa dos analistas é que a Amazon venda cerca de 110 milhões de dispositivos Amazon Eco no período de quatro anos, e muitos já estão sinalizando a saúde como um item importante na eventual lista de ocupações do Alexa.

 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta