Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Médicos do grande ABC paulista suspendem atendimento a planos de saúde

Publicidade

Os médicos da região do grande ABC paulista suspendem, no próximo dia 7 de abril, o atendimento a todos os planos de saúde que atuam na região, com exceção dos casos emergenciais. O movimento reivindica a imediata adoção da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) no sistema de saúde suplementar como parâmetro de remuneração ética, e melhores condições de trabalho.
Uma passeata partirá da Faculdade de Medicina do ABC, em Santo André, às 7h, e percorrerá os principais pontos da região do ABC . Os médicos distribuirão à população e à imprensa uma carta aberta na qual esclarecerão suas reivindicações e tornarão públicos os valores aviltantes pagos pelas operadoras de planos de saúde. Há aproximadamente nove anos os profissionais de Medicina não recebem reajuste das empresas intermediadoras de saúde, apesar de as mesmas terem aumentado todos os anos suas mensalidades para os usuários.
A Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos se constitui numa referência ética para a remuneração das consultas médicas e demais procedimentos. Aliás, sua implantação nos contratos entre médicos e empresas de planos de saúde deve ser o parâmetro mínimo de remuneração, de acordo com o determinado pela Resolução do Conselho Federal de Medicina n.º 1.673, de 2003. Do ponto de vista do paciente, a CBHPM também representa um avanço, mesmo porque, na atual conjuntura, as empresas trabalham com uma lista de procedimentos desatualizada como referência dos métodos de diagnóstico e tratamentos a serem cobertos.
Desde fevereiro, os médicos do ABC vêm lutando pela adoção da CBHPM e pela melhoria das condições de trabalho. Foi criada a Comissão Regional de Implantação da CBHPM, constituída pelos presidentes das regionais Santo André, São Bernardo e São Caetano da APM, além dos respectivos diretores de defesa profissional.
Em reunião no último dia 25, foram decididas por unanimidade a suspensão dos serviços e a manifestação no próximo dia 7 de abril. O passo seguinte é promover, no dia 12 de abril, às 20h, no Colégio Petrópolis Pueri Domus, em São Bernardo do Campo, uma nova assembléia que irá avaliar os resultados obtidos.
A Associação Paulista de Medicina, o Conselho Regional de Medicina (CRM) e Sindicatos dos Médicos de São Paulo e ABC, além das APM´s de Santo André, São Bernardo, São Caetano de Sul, são favoráveis à implantação da CBHPM e contam com a compreensão das operadoras de planos de saúde.
A concentração dos médicos acontece a partir das 7h do dia 7 de abril, no campus da Faculdade de Medicina do ABC – Santo André.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta