Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Médicos dão dicas para aproveitar o Carnaval sem culpas – Parte 1

Publicidade

O Carnaval está aí e algumas medidas preventivas devem ser tomadas para que a folia não interfira no estado de saúde daqueles que desejam aproveitar a festa.

Médicos do Hospital e Maternidade MadreCor de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, dão dicas sobre como preparar-se para participar da festa sem culpa. Assuntos como: consumo de bebidas alcoólicas, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, a importância do sono para o organismo, prevenção de traumas ortopédicos e até mesmo o problema do som alto dos trios elétricos são abordados pelos especialistas.

O Ouvido – Segundo a fonoaudióloga, Agnes Roberta, o excesso de ruído a que as pessoas ficam expostas durante o carnaval, principalmente quando passam por um trio elétrico, pode trazer algumas conseqüências percebidas ao final da Folia de Momo, a exemplo da sensação incômoda de ouvido cheio, zumbido, chiado e diminuição da audição.

Sons acima de 85 decibeis são prejudiciais à saúde auditiva quando o tempo de exposição ao barulho for prolongado. Durante o Carnaval, algumas medições chegam a apontar 110 decibeis, algo próximo ao barulho de uma turbina de avião. Para evitar problemas, o melhor é proteger os ouvidos durante a folia. O recomendado é manter uma distância mínima de dez metros do equipamento de som.

Se estiver em um ambiente onde é possível conversar sem problemas com outra pessoa a uma distância de um metro, esse pode ser considerado um local seguro para a audição.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta