Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

MCT anuncia investimentos na produção de radiofármacos

Publicidade

O ministro da Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, anunciou ontem que o MCT aplicará mais R$ 3,5 milhões de 2004 a 2007 na ampliação das instalações de produção de radioisótopos (radiofármacos) no Brasil. Atualmente, são investidos cerca de R$ 21 milhões por ano. Esse investimento adicional (R$ 3,5 mihões) ajudará a atender o crescimento da demanda que está entre 8% a 10% ao ano, informa a Assessoria de Imprensa do MCT. O ministro participou ontem pela manhã da solenidade comemorativa do 47º aniversário da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), no Rio de Janeiro.
Radiofármacos são substâncias radioativas empregadas na medicina nuclear com grande importância social e estratégica para o País. Eles são usados para o diagnóstico e tratamento de câncer e doenças neurológicas e cardíacas.
Há mais de trinta anos, a CNEN, por meio de seus institutos, produz tais substâncias e as distribui para hospitais e clínicas. Um desses produtos, o samário-153, por exemplo, distribuído desde 1995, é aplicado no controle da dor provocada por metástases ósseas, em pacientes com câncer de mama, pulmão e próstata.
Segundo o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da CNEN, Alfredo Tranjan Filho, são registrados, por ano, cerca de 2 milhões de procedimentos médicos utilizando os radiofármacos.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta