Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Maternidade São Paulo reabre com 57 leitos

Publicidade

Em meados do mês passado, a Maternidade São Paulo demitiu todos os funcionários e suspendeu o atendimento aos conveniados e pacientes do SUS. Agora, sob nova administração, o tradicional hospital volta a funcionar com 57 leitos, 60% da capacidade total. A impossibilidade de pagar fornecedores, funcionários e impostos levou a Maternidade de São Paulo a baixar as portas e contratar um novo gestor para administrar um montande de R$ 35 milhões em dívidas. O primeiro passo para contornar as dívidas foi controlar os gastos, revela Davi Holanda, quer ao lado de Antônio Carvalho, assumiu a gestão do hospital. “Reabrimos com 60% da capacidade e até o final do ano queremos colocar a maternidade em pelo funcionamento. Precisamos atender para gerar receita”, afirma Holanda.
Além de trabalhar na redução da dívida, os gestores estão negociando novas formas de parcelamento e afirmam que o retorno tem sido positivo. “Estamos com o nosso estoque de suprimentos em dia e planejamentos inovações tecnológicas até o final deste ano”, afirma Holanda.
Atualmente, a maternidade conta com 120 funcionários no corpo clínico, incluindo alguns da antiga gestão e novas contratações, um número ainda pequeno diante do quadro de mil colaboradores que o hospital já teve. “É o recomeço de um trabalho”, conclui o gestor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta