Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Maternidade São Paulo fecha as portas

Publicidade

Com 109 anos de idade, a Maternidade de São Paulo demitiu todos os funcionários e suspendeu as atividades. Ao longo dos últimos dois anos, a maternidade se afundou em uma grave crise financeira, estima-se uma dívida de mais de R$ 30 milhões, mas um novo provedor deverá ser anunciado em breve para a entidade. Segundo informações divulgadas pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde, o indicado para ser o novo provedor é o professor Antônio Luís de Carvalho, da Fundação Getúlio Vargas. E existe a possibilidade de um conglomerado multinacional assumir a dívida da entidade com os funcionários demitidos e os fornecedores, que chega a R$ 33 milhões.
As demissões na maternidade foram feitas ao longo do dos últimos anos e com os últimos cortes chegam a quase 400 e há 140 processos trabalhistas contra a entidade.
No final do mês passado, a Maternidade de São Paulo, que tem capacidade para 270 leitos, localizada ba região da Avenida Paulista, foi a leilão pela terceira vez, por R$ 44 milhões, e não houve comprador.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta