Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Mamógrafos brasileiros não têm qualidade satisfatória

Publicidade

São 2,7 mil mamógrafos em todo o Brasil, cerca de um para cada 32 mil habitantes, mas apenas 40% destes equipamentos são submetidos a um controle de qualidade rigoroso e periódico. O alerta é do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR) que oferece o Programa Qualidade em Mamografia, no qual são testadas a dose de radiação e a qualidade da imagem do equipamento. Os centros de diagnósticos aprovados recebem o Selo de Qualidade do CBR que atesta a qualidade do exame. Um exame de mamografia confiável exige um aparelho e uma processadora de filmes de uso exclusivo, filmes específicos e controle diário das condições de revelação. Só cumprindo essas regras é que podem ser obtidas imagens adequadas ao diagnóstico.
Aldemir Humberto Soares, médico radiologista e presidente do CBR, lembra que 96% dos casos de câncer de mama diagnosticados prococemente podem ser curados, mas para isso é necessário um equipamento preciso. Se a lesão for diagnosticada tardiamente o câncer pode ser tornar irreversível e um diagnóstico precepitado pode levar a uma biópsia desnecessária ou até mesmo a retirada da mama.
Mesmo com a renovação do quadro de mamógrafos no País, muitos estabelecimentos se recusam à avaliação, uma vez que ela não é obrigatória. Um exame de mamografia custa R$ 240 e muitas empresas utilizam matéria-prima mais barata para derrubar o valor do exame e atrair mais clientes. Com o selo de qualidade, o CBR pretende incentivar a população a buscar centros de diagnósticos mais confiáveis. A além de ser fixado no estabelecimento, o selo também passa a constar no laudo médico.
A avaliação ainda leva em conta o profissional. Três exames da clínica ou hospital são submetidos à análise de um físico e posteriormente é feita uma entrevista com o médico radiologista.
O próximo passo do CBR será oferecer na Internet a lista dos estabelecimentos certificados. Hospitais e clínicas interessadas deverão se cadastrar para receber um questionário prévio e agendar a visita da comissão técnica para vistoria. Informações pelo telefone (11) 3285-4022

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta