HIS17 Já emitiu sua credencial gratuita para o HIS '17? Já são +1.800 profissionais! Clique aqui

Mais eficiência na saúde com dados analíticos em tempo real

O segmento de saúde está em plena transformação. Mais da metade de todas as organizações de saúde planejam substituir ou comprar um sistema de inteligência de negócios nos próximos três anos, de acordo com um relatório da KLAS, BI Perception.

Há muitas razões para isso. O crescimento no setor de saúde está em um ponto alto e as instituições de saúde estão buscando novas maneiras de melhorar a eficiência operacional e reduzir custos.

Estamos nos afogando em dados, mas com sede de respostas

A grande revolução de dados deixou o setor de saúde com enormes quantidades de informações as quais não se tinha acesso antes. Registros eletrônicos de pacientes, aplicativos de saúde e wearable devices são uma nova fonte de dados. Até mesmo as mídias sociais fornecem uma gama de dados únicos dos pacientes.

A partir dessa massa esmagadora de informações, as ferramentas de análise de dados podem gerar informações para melhorar os resultados dos pacientes, reduzir despesas e analisar os planos de tratamento e a eficácia dos medicamentos.

Executivos de saúde estão bem cientes das mudanças que estão vindo por aí. Um estudo da Price Waterhouse Coopers mostrou que 95% dos CIOs de saúde estão buscando ativamente melhores maneiras de aproveitar seus dados e disponibilizá-los em tempo real.

Análise preditiva

As ferramentas de análise de dados podem avaliar o risco do paciente, os custos potenciais, analisar dados clínicos e orientar os provedores em seu processo de faturamento.

A Predictive Analytics World Healthcare Conference estabelecida em 2014, aponta para a importância crescente de ferramentas específicas de mineração e análise de dados na área da saúde.

Análise em Tempo Real

As ferramentas de análise e mineração de dados, podem monitorar a eficácia e a qualidade dos cuidados médicos.
Essas soluções oferecem análise em tempo real dos planos de saúde e tratamento prescritos pelos médicos. Isso dá aos administradores a capacidade de garantir que os médicos estejam aderindo às melhores práticas e padrões baseados em evidências dentre outras métricas de qualidade.

BI em Ação: Caso de Uso no Mundo Real

Melhorar as taxas de resposta está no topo da lista de prioridades para as empresas, e isso é exatamente o que a inteligência de negócios permitiu a Jersey City Medical fazer.

Para ajudar a lidar com o grande volume de chamadas recebidas, eles criaram um sistema que utiliza comunicações sem fio e GPS.

As análises em tempo real ajudam a posicionar as ambulâncias em áreas onde elas são mais propensas a serem necessárias. O sucesso tem sido grande. Jersey City baixou sua taxa de resposta para menos de seis minutos, bem abaixo do padrão nacional de oito minutos e 59 segundos.

Além disso, metade das vítimas de parada cardíaca puderam ser salvas. Anteriormente, essa taxa era apenas de uma em cada cinco.

Apesar do sucesso de muitas organizações de saúde, algumas ainda estão relutantes em investir nesse tipo de solução.

No setor de saúde, ter acesso à informação certa no momento certo é fundamental. Sem as ferramentas de inteligência de negócio que aproveitam a grande quantidade de dados operacionais e de pacientes, as organizações de saúde deixam de usar todas as informações disponíveis para a tomada de decisões.

E é mais do que apenas a eficiência do negócio que paira no equilíbrio. O cuidado e os resultados dos pacientes são diretamente afetados por essas decisões.

Há uma quantidade sem precedentes de dados disponíveis para profissionais médicos hoje em dia, e oportunidades quase ilimitadas para alavancar e disponibilizar esses dados em tempo real. Com a disponibilidade dessas soluções, nunca foi tão importante ou tão fácil para a saúde investir em ferramentas de análise de dados em tempo real.

       

Deixe uma resposta