Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Legislação: Albert Einstein pode pagar indenização de R$ 70 mil

Publicidade

A 4ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou o Hospital Albert Einstein a pagar por uma indenização por danos morais de R$ 70 mil à família de uma adolescente de 17 anos, que morreu com infecção generalizada nove horas depois de dar entrada no pronto-socorro da instituição, em setembro de 2001. A decisão anula a sentença dada pelo juiz da 24ª Vara Cível, José Henrique Fortes Muniz Júnior, que absolveu o hospital e os médicos. A jovem chegou ao hospital por volta das 8h40 apresentando febre, pressão baixa, dor e rigidez na nuca. Tomou Novalgina e ficou em observação. Às 14h, o quadro piorou e foi receitado antibiótico às 15h, porém, só foi aplicado uma hora depois. O representante da família alega que ?foi negada à jovem uma chance de cura?.
Por meio da assessoria de imprensa, o Hospital esclarece que, em primeiro grau, baseada em prova amplamente produzida, a sentença julgou a ação indenizatória improcedente.
Após a publicação da decisão do Tribunal, o Hospital avaliará a sua fundamentação e apresentará recurso, ?baseando-se na certeza de que os procedimentos tomados no caso concreto foram corretos, abrangentes e amparados nas práticas de segurança do paciente e qualidade que notoriamente orientam toda a atividade da instituição?.
O Hospital reitera que empreendeu todos os esforços para reverter o grave quadro clínico da paciente. No mais, aguardará o desfecho do caso, ainda sub judice.
A advogada da família, Rosana Chiavassa, também pretende recorrer, por considerar o valor insuficiente. Segundo ela, é improvável uma nova reversão da sentença, ?pois em Brasília é proibido fazer o reexame de provas?.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta