Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Laboratórios vão firmar PPP para produzir 21 medicamentos

Publicidade

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse hoje (1º) que as Parcerias Público-Privadas (PPP) anunciadas hoje (1º) para a produção de medicamentos irão ajudar o Brasil a reduzir a dependência de medicamentos estrangeiros. Ele afirmou que 80% dos fármacos [princípios ativos de medicamentos] são produzidos no exterior.
Deixe o seu comentário sobre esta notícia
Tem mais informações sobre o tema? Então, clique aqui
“O que nós queremos é construir uma sólida base de reconstrução da indústria fármaco-químico brasileira que foi destruída por meio de políticas equivocadas de abertura irresponsável para o exterior e hoje o que nós estamos fazendo é criando emprego na Índia e na China”, disse o ministro.
Sete laboratórios oficiais e dez privados vão firmar Parcerias Público-Privadas (PPP) para a produção de 21 medicamentos destinados ao tratamento da aids, tuberculose, asma, colesterol alto, hemofilia e de doenças psíquicas. Além de contraceptivos e remédios usados em pessoas transplantadas.
De acordo com Temporão, essas parcerias vão possibilitar uma economia de R$ 160 milhões por ano ao ministério. “Isso vai refletir nas contas do ministério. Vamos poder fazer mais coisas com o nosso orçamento”, disse.
Temporão disse ainda que os laboratórios oficiais têm 30 dias para apresentar os projetos detalhados para a produção dos medicamentos.
“Nesse ano vamos definir de maneira detalhada as parcerias, estabelecer os acordos para que a produção se desenvolva. E todos os medicamentos serão oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS). Não são medicamentos para serem comercializados no varejo”, explicou.
A expectativa do ministério é de que os medicamentos comecem a ser distribuídos no SUS no próximo ano.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta