5º CONAHP debaterá “O Hospital do Futuro: O Futuro dos Hospitais”. Faça já sua inscrição → Clique aqui

Labi Exames chega ao mercado para dar acesso à população a exames laboratoriais

Publicidade

O executivo Marcelo Noll Barboza e o médico Octavio Fernandes lançam o Labi Exames, rede de exames laboratoriais que tem como missão facilitar o acesso à saúde por meio de exames de análises clínicas. A rede oferece uma forma única e inédita de prestação de serviços, da coleta do material à entrega dos resultados, permitindo que milhões de brasileiros que não têm plano de saúde possam realizar seus exames laboratoriais. “Nossa meta é atender cerca de três milhões de pacientes por ano em 2022”, afirma Barboza. A empresa conta com Luis Terepins como investidor e presidente do conselho de administração.

 O Labi Exames conta com unidades físicas – a primeira inaugurada neste mês no bairro de Santo Amaro, em São Paulo – e com uma rede de técnicos de enfermagem treinados para a coleta em residências, empresas ou associações. “Os pacientes poderão realizar seus exames da forma tradicional, levando o pedido médico, ou optar por um dos 20 pacotes oferecidos, como Saúde da Mulher, Saúde do Homem, Gestante e Controle do Diabetes”, acrescenta Barboza. Os laudos têm uma linguagem didática e a clara orientação para que o paciente leve seu exame a um médico.

 O pacote Metabolismo do Açúcar, por exemplo, reúne os três exames mais importantes para o diagnóstico e acompanhamento do diabetes: Glicose, Hemoglobina Glicada e Urina tipo 1. “Cerca de 7 milhões dos brasileiros com diabetes tipo 2 não sabem que têm a doença, porque não fazem exames regularmente. Se pensarmos que é uma doença silenciosa, que sem tratamento pode causar danos graves permanentes como insuficiência renal, déficit visual entre outros, o não acesso a esse tipo de exame é um verdadeiro drama para a saúde pública”, explica Octavio Fernandes, que é patologista clínico.

De acordo com o médico, que é vice-presidente de operações do Labi Exames, existe uma reclamação comum entre os planos de saúde de que há um excesso de solicitações de exames laboratoriais. “Em nossa experiência neste mercado, percebemos que realmente às vezes há exageros. Mas temos que lembrar que apenas 25% dos brasileiros têm plano de saúde, o que significa que outros 75%, que são atendidos pelo SUS ou estão recorrendo a redes populares de medicina, na maior parte das vezes não fazem exame algum”, explica Dr. Octavio. Outro exemplo citado por ele é a pesquisa divulgada recentemente pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, que aponta que 67% dos brasileiros que têm colesterol alto desconhecem o problema.

 Dr. Octavio acredita também que a falta de acesso a exames acaba afastando os pacientes do consultório. Por isso mesmo, o Labi Exames montou pacotes inteligentes, a preços acessíveis. Um bom exemplo é o pacote Cuidados para a Mulher, que custa R$ 114 e reúne os principais exames que mulheres com menos de 45 anos, mais de 45 anos ou mais de 60 anos deveriam fazer anualmente. “Junto com o laudo, a mulher receberá uma rápida explicação sobre cada um dos exames e clara recomendação para buscar um médico”, explica.

 O público alvo do Labi Exames é tanto os pacientes que hoje são atendidos pelas redes de medicina mais populares quanto pelo SUS. “É muito comum que o paciente do SUS seja atendido pelo médico e não consiga fazer os exames rapidamente. Oferecer acesso é uma forma também de estimular o retorno e garantir uma medicina de qualidade, com impacto positivo nos custos da saúde”, explica Dr. Octavio. Outro ponto importante é dar mais produtividade à medicina.

 “Uma mulher que descobre que está grávida terá necessariamente que fazer exame pré-natal. Há um rol de exames obrigatórios que todo obstetra solicita, dentre eles grupo sanguíneo, cultura da urina, glicose, hemograma e sorologia para um rol de doenças infecciosas, como HIV e sífilis. Nosso pacote Gestante engloba todos esses exames básicos. Esta mulher pode agendar sua primeira consulta com o obstetra e já levar os exames essenciais. A partir daí, o médico poderá solicitar exames complementares, dependendo da necessidade. Isso agilizará não apenas o atendimento, mas permitirá o início imediato do tratamento caso seja detectado algum problema”, exemplifica. Os 20 pacotes montados pelo Labi Exames seguem padrões internacionais e reúnem os exames laboratoriais mais solicitados pelos profissionais de saúde.

 “Conseguimos oferecer o mesmo padrão de qualidade dos grandes laboratórios, por um custo menor, por causa da eficiência que criamos em todo o processo”, comenta Marcelo Noll Barboza. Pelo fato de não atender convênios, naturalmente há uma redução do custo do serviço. “O convênio não apenas gera custos administrativos, como é comum a glosa de exames já realizados. O período de reembolso do atendimento ao laboratório é de 90 dias, o que também gera despesa financeira. No Labi Exames não temos isso, pois trabalhamos com dinheiro ou cartão de crédito e débito”, conta Barboza.

O executivo destaca que, pelo fato de ter sido criada do zero, a empresa já nasce com tecnologia de última geração. “A simplificação e a agilidade de processos são um dos diferenciais que nos permitem oferecer serviços de qualidade com custos mais econômicos”, resume Barboza.

       
Publicidade

Deixe uma resposta