Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Investimentos em preveção à Aids devem ser prioridades

Publicidade

Durante a 3ª Conferência em Patogênese e Tratamento do HIV/Aids, no Rio de Janeiro, a presidente da Associação Internacional de Aids (IAS), Helene Gayle, defendeu os investimentos na prevenção do HIV. Para Helene, as pesquisas de vacinas devem ser direcionadas aos não-portadores do vírus, para que funcionem como arma contra a epidemia. A presidente avalia que o tratamento com anti-retrovirais tem papel fundamental no tratamento dos soropositivos.
A pesquisadora defende a sinergia entre tratamento e prevenção para frear a epidemia e melhorar os resultados dos programas de combate à Aids.
As informações são da Agência Fapesp.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta

Investimentos em preveção à Aids devem ser prioridades

Publicidade

Durante a 3ª Conferência em Patogênese e Tratamento do HIV/Aids, no Rio de Janeiro, a presidente da Associação Internacional de Aids (IAS), Helene Gayle, defendeu os investimentos na prevenção do HIV. Para Helene, as pesquisas de vacinas devem ser direcionadas aos não-portadores do vírus, para que funcionem como arma contra a epidemia. A presidente avalia que o tratamento com anti-retrovirais tem papel fundamental no tratamento dos soropositivos.
A pesquisadora defende a sinergia entre tratamento e prevenção para frear a epidemia e melhorar os resultados dos programas de combate à Aids.
As informações são da Agência Fapesp.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta

Investimentos em preveção à Aids devem ser prioridades

Publicidade

Durante a 3ª Conferência em Patogênese e Tratamento do HIV/Aids, no Rio de Janeiro, a presidente da Associação Internacional de Aids (IAS), Helene Gayle, defendeu os investimentos na prevenção do HIV. Para Helene, as pesquisas de vacinas devem ser direcionadas aos não-portadores do vírus, para que funcionem como arma contra a epidemia. A presidente avalia que o tratamento com anti-retrovirais tem papel fundamental no tratamento dos soropositivos.
A pesquisadora defende a sinergia entre tratamento e prevenção para frear a epidemia e melhorar os resultados dos programas de combate à Aids.
As informações são da Agência Fapesp.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta