Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Investimentos do governo para tratar deficiências quadriplicou

Publicidade

A quantidade de recursos investidos na assistência às pessoas com deficiências é a maior desde 2002, quando foi criada a Política Nacional de Saúde da Pessoa com Deficiência, segundo dados do Ministério da Saúde. Em 2009, o governo federal investiu quase R$540 milhões, valor 315% superior ao total investido em 2002 (R$ 129,6 milhões).
 
Nos últimos oito anos, foram implantadas 1.310 unidades de reabilitação física, visual, auditiva, intelectual e também para pacientes ostomizados, na Rede Pública de Saúde.
De acordo com censo do IBGE (2002), o número de pessoas com limitações severas no país equivale a um percentual de 2,5% da população, aproximadamente 4,3 milhões de brasileiros.
Para a reabilitação de autistas e pessoas com deficiência intelectual, por exemplo, a oferta de serviços cadastrados passou de 129 em 2002 para 1.004, em 2009. Em relação ao atendimento de pessoas com deficiência auditiva, o número passou de 19 mil em 2002 para os atuais 90 mil. No caso da reabilitação física, os gastos federais saltaram de R$ 57 milhões em 2002 para 137,5 milhões, informa o Ministério da Saúde.
Você tem Twitter? Então, siga https://twitter.com/ e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta