Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Investimento de R$ 4 milhões em laboratório

Publicidade

Parte integrante da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o Laboratório Nacional de Células-Tronco Embrionárias (Lance) acaba de ser inaugurado e produzirá as unidades da linhagem brasileira de células-tronco pluripotentes induzidas, que podem se transformar em qualquer célula sem ser criada a partir de embriões ? a primeira linhagem foi desenvolvida pela equipe da UFRJ, no início deste ano. O investimento foi de R$ 4 milhões, divididos entre Ministério da Saúde, o BNDES a FINEP e CNPq.
Segundo o Ministério da Saúde, R$ 532,75 milhões foram investidos em 2.694 projetos científicos de universidades e instituições de pesquisa desde 2003 até o primeiro semestre de 2009. Sendo que o Brasil foi o quinto país a produzir células-tronco pluripotentes induzidas. A pesquisa foi coordenada pela Lygia da Veiga Pereira, pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) e Stevens Rehen da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Os estudos de Lygia e Rehen foram financiados pelo Ministério da Saúde, através da Rede Nacional de Terapia Celular (RNTC). Sendo que a cientista chegou a primeira linhagem de célula-tronco embrionária humana no Brasil e Rehen produziu a primeira linhagem de células-tronco obtidas sem o uso de embriões (células-tronco induzidas). A rede, coordenada pelo Ministério, deve encerar o ano com um investimento total de R$ 32 milhões, em 2009, divididos entre BNDES e dos Ministérios da Ciência e Tecnologia e da Saúde.
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/SB_Web e fique por dentro das principais notícias do setor.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta