✉️ NEWSLETTER Assine gratuitamente e atualize-se semanalmente Assinar

Internacional: Associação Americana lança programa para reduzir complicações cirúrgicas

Publicidade

A American Hospital Association (AHA – Associação Americana de Hospitais) e outras nove entidades de saúde americanas lançaram o projeto Surgical Care Improvement Project (SCIP ? Projeto de Melhoria dos Cuidados Cirúrgicos), com o objetivo de reduzir em 25% as complicações cirúrgicas que podem ser evitadas nos próximos cinco anos. Das 30 milhões de cirurgias realizadas anualmente nos Estados Unidos, 40% estão associadas com complicações no pós-operatório. As causas mais comuns e com potencial letal são infecção hospitalar, coágulos, ataques cardíacos e pneumonia associada ao ventilador.
Os hospitais e cuidadores serão orientados para adotar medidas como administração de antibióticos antes das cirurgias, para evitar infecções, ou anticoagulantes para pacientes de alto risco, para evitar coágulos. Os participantes poderão criar um banco de dados para trocar experiências entre si.
A expectativa pela redução de custos com a adoção das medidas é grande. Um paciente com complicações pós-cirúrgicas permanece, em média, 7,5 dias a mais internado, com custo adicional de US$2,7 mil a US$26 no tratamento e o custo da pneumonia associada ao ventilador pode chegar a US$ 40 mil a mais por paciente.

       
Publicidade

Deixe uma resposta