5º CONAHP debaterá “O Hospital do Futuro: O Futuro dos Hospitais”. Faça já sua inscrição → Clique aqui

Inteligência Artificial descreve pensamentos suicidas

Publicidade

A revista científica Nature publicou o desenvolvimento de um novo algoritmo  criado por cientistas americanos, que é considerado apto a identificar pessoas com pensamentos suicidas. Isso é feito através de uma análise das alterações produzidas no cérebro quando os pacientes apresentam pensamentos relacionados ao suicídio, como crueldade, perdas, problemas e  morte.

De acordo com a publicação, o suicídio é considerado a segunda causa de morte entre os jovens nos Estados Unidos, ou seja, a pesquisa disponibiliza um novo cerne para poder avaliar essa desordem psiquiátrica.

Nos testes, o algoritmo apontou sem erros 15 de 17 pacientes do grupo de pessoas com tendências suicidas e 16 e 17 indivíduos do grupo de controle. Em um segundo momento, os pesquisadores foram apenas nos pacientes, divididos entre os que já tentaram suicídio – aproximadamente nove pessoas – e os que não tentaram (oito participantes), dentro desse cenário o sistema foi capaz de diferenciá-los corretamente em aproximadamente 16 dos 17 casos. Nos casos relatados o programa teve 94% de precisão.

David Brent, coautor do estudo, declarou que mais exames acerca dessa abordagem com uma maior representação determinarão a habilidade do algoritmo de antecipar um comportamento suicida, permitindo assim em um futuro próximo que os médicos possam reconhecer, supervisionar, e talvez, intervir nesse pensamento distorcido que tipifica as pessoas suicidas.

       
Publicidade

Deixe uma resposta