Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Integração nas clínicas é prioridade da área de TI

Publicidade

Segundo pesquisa conduzida pela Avaya, 95% dos profissionais de TI da área de saúde acreditam que durante os próximos três anos a comunicação e a integração do fluxo de trabalho nos sistemas de informação será uma questão de grande importância, afinal, as organizações se preparam para atender o uso significativo dos sistemas, conforme determina o projeto do governo federal dos Estados Unidos.
Para o estudo, foram entrevistados 130 profissionais de TI da área de saúde em fevereiro de 2011 durante a conferência da HIMSS (Healthcare Information and Management Systems Societyem Orlando, Flórida.
Os resultados da pesquisa – que foram revelados em 14 de março – mostraram que 74% dos participantes listaram acompanhamento automatizado de aplicações de pacientes, e 64% listaram que ferramentas como avaliação por voz, vídeo e texto colaborativo são importantes tecnologias que irão impactar em seus trabalhos durante os próximos três anos.
De acordo com Bruce Wallace, chefe de prática de saúde da Avaya, a discussão com os clientes da área de saúde da empresa revelam que os médicos querem mais eficiência e colaboração uns com os outros em torno do processo de atenção à medida que procuram melhorar o apoio de decisão para seus pacientes.
“A Saúde é um serviço entregue por uma equipe; e, cada vez mais, essa equipe não consegue se encontrar pessoalmente, seja por causa do tamanho do hospital, a natureza do sistema do hospital ou a necessidade de cuidados que devem ser fornecidos através de longas distâncias”, disse Wallace em uma entrevista para o InformationWeek. “A mudança para organizações de cuidado responsável, possibilitado pelo uso significativo dos registros médicos eletrônicos (EMRs), só irá expandir suas necessidades”.
Quando questionado sobre quais resultados eles esperam ganhar com o investimento tecnológico, 74% dos pesquisados esperam que a tecnologia melhore a qualidade da saúde e responsabilidades para as necessidades de seus pacientes. Um montante de 67% disse que consideram comunicações móveis como o mais beneficente para eles, porque tem o potencial para melhorar o cuidado dos pacientes, melhorando o tempo de resposta.
A pesquisa também revelou que os questionados acreditam que comunicações por vídeo na indústria de saúde podem ter o impacto mais significativo em áreas importantes como consultas médicas e telemedicina – ambos empataram em primeiro lugar em termos de impacto percebido.
Os participantes também ponderaram sobre os obstáculos à prestação de melhores cuidados ao paciente, com 32% dizendo que os gastos com o pessoal além do limite clínico foi a preocupação mais importante. Outros 25% disseram que a falta ou escassez de comunicação efetiva entre a equipe é seu maior desafio e uma igual porcentagem de questionados citou o estrangulamento em fluxo de pacientes.
“O desafio chave é o tamanho da mudança que os prestadores de cuidado de saúde estão enfrentando e sua capacidade de trabalho por meio das tarefas. A adoção da tecnologia EMR tem sido o foco imediato de muitas organizações de TI”, disse Wallace. “Com essas implantações que estão em curso ou completas, os médicos podem agora se concentrar em como essas soluções, juntamente com a comunicação colaborativa e a integração dos recursos pode permitir que um hospital melhore significativamente sua eficiência”.
Você tem Twitter? Então, siga http://twitter.com/#!/sb_web e fique por dentro das principais notícias de Saúde.
 

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta