HIS17 | Healthcare Innovation Show Compre 1 convite e leve 2, e economize 50% durante a pré-venda! Saiba mais

Integração de Informações traz ganhos para instituições de saúde e para a população

A integração de informações é uma das maiores tendências mundiais da área da saúde, com reflexos positivos tanto para as instituições quanto para a população, aumentando o grau de assertividade nos tratamentos e reduzindo o risco de erros médicos, entre muitos outros benefícios, sendo um movimento que ganha cada vez mais força no país.

Mas para que isso aconteça,  sistemas e instituições de saúde devem investir áreas significativas para obter sucesso a longo prazo, entre elas a adoção de plataformas que possibilitem a integração de informações com benefícios para as duas pontas do processo.

Integração favorece ambas as pontas do processo 

Por um lado, as instituições contam com a otimização da gestão, facilidade de acesso a documentos e dados, redução de custo com repetição de exames e acompanhamento mais ágil de reinternações nos casos de doenças crônicas, por exemplo; e, para a população, maior controle da sua própria saúde com o acesso às suas informações médicas, como exames e relatórios, o que permite colaborar com seus cuidados oferecendo dados mais precisos e atualizados, além de poder autorizar processos e ter tomadas de decisões sobre seus próprios procedimentos de forma mais consciente e assertiva.

Solução tecnológica cria interoperabilidade de sucesso na Espanha 

Na Espanha, por exemplo, a Sanitas, empresa especializada em seguros de vida e assistência de saúde, implementou uma solução tecnológica para a coleta de dados fornecidos pelos clientes e pelas entidades e associados do grupo para otimização da gestão e compartilhamento de documentos. Assim, o próprio cliente pode não apenas acessar, mas armazenar e compartilhar suas informações médicas, tanto dos centros da própria Sanitas como de terceiros.

Todas as informações ficam armazenadas em nuvem, com toda a segurança, garantindo a interoperabilidade entre o portal, o sistema de informações clínicas dos hospitais e instituições participantes e os segurados que incluem seus históricos clínicos e familiares. Altamente flexível, a plataforma também se adapta aos sistemas de terceiros, permitindo que o número de usuários que alimentam o sistema cresça de forma sustentável.

Ferramentas colaboram para a redução de erro humano

Outro benefício da interoperabilidade é a redução do risco de erro humano, uma vez que todos os dados necessários para maior assertividade de diagnóstico e tratamento ficam disponíveis para todos os profissionais envolvidos e em tempo real, facilitando as decisões terapêuticas. A segurança do paciente é aumentada, assim como a do médico, que  tem mais base para suas tomadas de decisão.

Dessa forma, mais do que uma tendência, em pouco tempo a adoção de tecnologias para interoperabilidade em saúde será uma exigência do mercado garantindo muito mais qualidade no atendimento e economia na gestão das instituições de saúde.

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta