Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Instituto da Criança do HC alerta para a falta de doadores de órgãos

Publicidade

O Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo teme que a falta de doadores prejudique o Programa de Transplante de Fígado Pediátrico. Há 16 anos, o programa atende crianças com insuficiência hepática grave e já realizou 280 transplantes, nas modalidades fígado inteiro, fígado reduzido e transplante intervivos.
A demanda é crescente, mas os coordenadores do programa notam queda no número de doações. Para contornar a falta de doadores infantis, a equipe médica usa a técnica do fígado reduzido, que diminui o volume do órgão adulto para transplantar em crianças.
Outra saída é o transplante intervivos, que não é visto como alternativa, mas tem sido usado para evitar que crianças em estado grave aguardem de três a quatro anos em listas de espera por um órgão. Nessa modalidade, a mãe ou o pai doam de 25% a 30% do próprio órgão para ser transplantado na criança.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta