Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Infertilidade masculina não é mais tabu

Publicidade

Durante muito tempo, os problemas relacionados à concepção foram atribuídos exclusivamente às mulheres e só recentemente passaram a fazer parte do universo masculino. Talvez esta seja uma das explicações para a desinformação e o preconceito sobre a infertilidade masculina entre a população e até mesmo entre os profissionais de Saúde. Depois de 12 meses tentando engravidar sem sucesso, o recomendável é que o casal procure auxílio médico. A mulher deve ser examinada pelo ginecologista, e o homem por um urologista, concomitantemente. Esta avaliação médica começa com o levantamento da história do casal, onde os especialistas procuram averiguar se o casal mantém relações sexuais regularmente. Em seguida, no caso do homem, procuramos identificar algum possível problema físico que esteja impossibilitando a gravidez, como dificuldades de ereção e para ejacular. Para complementar o diagnóstico, solicitamos um espermograma para determinar a quantidade e a qualidade dos espermatozóides ejaculados.O primeiro passo para um tratamento bem sucedido e a conseqüente gravidez da parceira é o correto diagnóstico do fator de infertilidade masculino. Muitas causas de infertilidade masculina podem ser tratadas por meio de procedimentos menos complexos, como a terapia hormonal e pequenas cirurgias.

Rodrigo Lessi Pagani, professor do Curso de Pós-Graduação em Infertilidade Masculina do ICS, Instituto de Ciências da Saúde. Site: http://www.ics.med.br

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta