Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Incor inaugura tomógrafo multislice

Publicidade

O Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor-HC/FMUSP) inaugurou hoje o sistema Aquilion Advanced Multislice, da Toshiba, tecnologia de última geração na aquisição de imagens por tomografia computadorizada. Além de melhorar o diagnóstico na área cardíaca o equipamento permite dobrar sua capacidade de realização de exames. “Estaremos sintonizados cientificamente com grandes centros mundiais no estudo de novas aplicações para a Multislice em cardiologia. Com isto, teremos condição de trazer para o Brasil todos os avanços que possam surgir ao mesmo tempo que Estados Unidos, Europa e Japão”, diz o presidente do Incor Dr. José Antonio Ramires. O Aquilion Advanced Multislice foi adquirido pelo Instituto, por meio da Fundação Zerbini, dentro de um convênio de cooperação científica do Incor com a Toshiba. O acordo congrega grandes centros de pesquisa no eixo Ocidente-Oriente: Johns Hopkins (USA), Charité Institute (Berlim) e Fujita Health University (Japão). O Incor é o único centro da América Latina a participar do estudo, que objetiva desenvolver a tecnologia Multislice até sua acurácia máxima em cardiologia. “Esse ponto significaria alcançar os mesmos resultados do cateterismo no estudo completo das artérias do coração (angiografia), método mais invasivo disponível atualmente para esse fim”, explica Carlos Rochitte, coordenador do Serviço de Tomografia e Ressonância Cardiovascular do Incor.
Segundo o médico, conforme o avanço da tecnologia, esse objetivo poderá ser alcançado nos próximos três a cinco anos. O Incor entra no estudo multicêntrico do Multislice para cooperar com essa meta. No entanto, afirma Rochitte, já é possível afirmar ganhos expressivos na qualidade e no tempo de aquisição e de reconstrução da imagem. “Os resultados são imagens mais confiáveis para o diagnóstico médico, inimagináveis com a tecnologia disponível há dois anos. No final, ganha o paciente, que fica menos tempo no equipamento, com menores doses de contraste (50% a menos) e de raio X. Poderemos, assim, avaliar melhor e mais precocemente as doenças do coração”.
Segundo a Toshiba, a tecnologia do Aquilion Advanced Multislice é a materialização de mais de dez anos de pesquisa nas mais diversas áreas da engenharia e medicina. Seu detetor multislice tem constituição de 35 mil detetores distribuídos em 40 canais, de forma a coletar até 40 cortes por segundo, com espessura de 0,5mm, contra 2 mm dos equipamentos tradicionais. Essa característica é importante quando há necessidade de diagnosticar pequenas lesões ou ainda visualizar pequenas estruturas anatômicas de forma nítida.
Um dos mais importantes aspectos do Multislice é sua capacidade de adquirir imagens isotrópicas. Imagens isotrópicas são aquelas que apresentam a mesma resolução em todas as direções, sendo as únicas capazes de mostrar pequenas estruturas do corpo de forma nítida.
Diversos avanços foram realizados em termos de reconstrução de imagem. Computadores de última geração, utilizados, até então, apenas em aplicações aero-espaciais, são os cérebros do Aquilion e dão suporte à tecnologia “T-COT” (True Cone Beam Tomography), que virtualmente elimina qualquer distorção do feixe de raios-X – comum num ambiente multislice – e, por conseqüência, imagens surpreendentes são obtidas.
O Aquilion é o primeiro Multislice a incorporar a tecnologia de imagem em tempo real que permite monitoração do paciente durante o período de aquisição de imagens. Com ele, não é preciso esperar o processo de reconstrução para garantir o êxito do exame. Graças a essa tecnologia, o Aquilion dispõem ainda do “SureStart”, sistema que monitora, em tempo real, o paciente em exames vasculares, permitindo extrema acurácia no disparo da aquisição e redução no volume de contraste injetado.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta