Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Incidência de Aids cai entre adultos jovens, usuários de drogas e crianças

Publicidade

O Boletim Epidemiológico Aids DST 2005, do Ministério da Saúde, aponta que a epidemia de aids no Brasil está perdendo força entre adultos jovens, usuários de drogas injetáveis e crianças abaixo de cinco anos que foram infectadas pela chamada transmissão vertical (de mãe para filho). Essas tendências foram observadas ao longo dos últimos anos. De 1980 a junho de 2005, foram registrados 371.827 casos de aids. A taxa de incidência da aids (casos da doença por 100 mil habitantes) mantém-se estável porém em patamares elevados – 17,2 em 2004. A razão entre homens e mulheres continua caindo e hoje está em 1,5 caso em homens para 1 caso em mulher. No início da epidemia, a razão era de 16 casos em homens para 1 em mulher.
Em menores de cinco anos, observa-se uma queda constante no número de casos de aids a partir de 1998. Naquele ano, foram registrados 943 casos da doença nessa faixa etária. No ano passado, foram 703. A queda, apesar de pequena, é constante. Até junho de 2005, o número de casos notificados nessa faixa etária foi de 221.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta