Semana da Saúde 2017 Semana da Saúde: discuta os principais assuntos de Tecnologia da Informação em 10 Webinars. Reserve seu lugar! Clique aqui

IBM é a responsável pela primeira plataforma de computação quântica no mundo

Publicidade

Um dos temas recorrentes discutidos por cientistas sobre o futuro da computação  é a “Computação Quântica”. Um termo cujo nome assusta, mas promete revolucionar a maneira com a qual os computadores funcionam. Quando há novidade, há oportunidade e, pensando nisso, a IBM anuncia o IBM Q, uma plataforma comercial voltada para a computação quântica. A finalidade é que o produto possa ser usado da mesma maneira que outras soluções inteligentes ou cognitivas, trazendo uma série de APIs (pontos de entrada em um software para que ele ofereça integrações) voltado para desenvolvedores e cientistas. Dessa maneira, os profissionais de todas as áreas podem responder dúvidas relacionadas a grandes dados que não seguem um padrão exato.

O novo sistema é todo baseado na nuvem e vai possibilitar que terminais de computação tradicional possuam acesso a recursos quânticos sem qualquer percalço ou burocracia.

Por intermédio do programa Quantum Experience, por exemplo, qualquer pessoa registrada no portal pode interagir com o processador quântico da IBM, podendo rodar algoritmos, experimentar tutoriais para o segmento, criar simulações apuradas ou apenas construir aplicações e serviços que fortaleçam esse tipo de tecnologia.

A novidade beneficia importantes áreas, como o fornecimento e logística, uma vez que irá maximizar a otimização de entregas e suprimento de produtos, assim como a Inteligência Artificial (IA) que permitirá que sistemas inteligentes aprendam mais rapidamente podendo consultar imagens e vídeos, além de favorecer a segurança na nuvem por meio da utilização das leis da física quântica para ampliar a segurança de dados e os remédios e descoberta de medicamentos e novos materiais com base em novas reações e interações químicas.

Como toda nova tecnologia, as promessas e ideias são impressionantes, resta saber se chegarão a um custo e complexidades que sejam possíveis de implementar. O mercado da saúde estará de olhos bem abertos para essas novidades.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta