Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

I Jornada Sul de Radiologia discute incidência de impostos no setor de diagnóstico por imagem

Publicidade

Apresentar uma programação científica sem deixar de lado assuntos relevantes para a radiologia. Esse é o objetivo da 1ª edição da Jornada Sul de Radiologia, promovida pela Sociedade Catarinense de Radiologia e pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR). O evento começa hoje e vai até o dia 7 de setembro, na Associação Catarinense de Medicina, em Florianópolis (SC). ?A intenção é fazer da Jornada um grande centro de discussões em torno de temas pertinentes como a questão tributária, que há anos tem engessado o setor e que está em vias de sofrer alterações com a Reforma. Além disso, o evento é uma oportunidade para intercâmbio de conhecimento entre os profissionais de saúde sobre os mais recentes avanços da radiologia e diagnóstico por imagem?, afirma Aldemir Humberto Soares, presidente do Colégio Brasileiro de Radiologia.
A renovação do parque instalado de equipamentos de radiologia no Brasil está sendo prejudicada pela grande quantidade de impostos que incide sobre máquinas como tomógrafos, mamógrafos, aparelhos de ultra-som, entre outros, essenciais para o diagnóstico de inúmeras doenças. Hospitais e clínicas do Estado de São Paulo pagam 18% de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) ao adquirirem aparelhos médico-hospitalares, sejam eles nacionais ou importados. Existem ainda outros impostos como COFINS (3%), PIS (1,65%), IPI (variável), além das tarifas adicionais de importação.
O resultado é a defasagem tecnológica que abala o setor ? a estimativa é que 50% dos aparelhos estejam ultrapassados – e prejudica a saúde da população. Sem diagnósticos mais precisos, aumenta-se o risco, o tempo e os custos dos tratamentos. Os diagnósticos tornam-se inconclusivos e, muitas vezes, realizam-se outros procedimentos que seriam desnecessários.
Outro ponto polêmico é a seletividade do imposto em função da necessidade do bem. Para se ter uma idéia, até máquinas para confeccionar cigarros pagam menos impostos, cerca de 11%.
Novidades do setor
O evento se divide em dois módulos. Um debaterá inovações científicas e outro priorizará temas de interesse não só dos médicos radiologistas, mas de toda a sociedade que usufrui desses serviços. Na área científica, entre os principais temas das palestras e mesas-redondas estão: Radiologia Pediátrica (radiografia do tórax na infância), Tórax (lesões vasculares), Abdome e Gênito-Urinário (tumor pancreático), Neurologia (esclerose múltipla), Músculo-esquelético (lesões musculares), Ginecologia e Obstetrícia (câncer de mama).
Para os profissionais interessados em participar, as inscrições estão abertas até hoje na Associação Catarinense de Medicina.
Serviço:
Dias: De 5 a 7 de setembro
Local: Associação Catarinense de Medicina ? Florianópolis/SC
Endereço: Rodovia SC 401 – km 4 ? n.º 3854 (Bairro Saco Grande)

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta