💼 HIS17 Ministro da Saúde, Ricardo Barros, confirma presença no encerramento. Emita sua credencial gratuita

Hospital Samaritano amplia capacidade de atendimento neonatal

Publicidade

O Hospital Samaritano, de São Paulo, especializado em procedimentos e cirurgias de alta complexidade, acaba de concluir as reformas de sua unidade neonatal, que propiciaram uma ampliação do número de leitos destinados à UTI e à unidade semi-intensiva, além da área da maternidade. Além disso, adquiriu equipamentos de diagnóstico e tratamento de última geração, que lhe permitem realizar cirurgias complexas na área neonatal e infantil, como: correção de defeitos cardíacos congênitos, neurológico, gástricos e outros. O Samaritano investiu R$ 1,5 milhão na modernização da área. O número de leitos da maternidade subiu de 17 para 24, enquanto a capacidade da UTI/Semi-Intensiva dobrou: de 6 para 12 leitos.
A unidade recebeu novos equipamentos para o atendimento à gestação de alto risco como aparelhos de ultra-sonografia 3D e 4D, que permitem maior precisão no diagnóstico de eventuais patologias. Esses equipamentos apresentam, com grande nitidez, imagem de órgãos ou de qualquer alteração anatômica do feto, já no segundo ou terceiro mês de gestação (ultra-som morfológico), possibilita ainda a análise da placenta e do cordão umbilical, além de outros equipamentos como ressonância magnética de última geração e tomografia computadorizada multilinear. Conta ainda com serviços de apoio, como banco de sangue, laboratório de responsabilidade técnica do Fleury e outros.
A UTI neonatal dispõe, por exemplo, de respiradores Servo-I, para crianças de qualquer peso, mesmo abaixo de 1 quilo. A unidade também está equipada com um novo sistema de monitorização multiparâmetros (que mede a taxa de oxigenação, a freqüência cardíaca, temperatura, pressão arterial, pulso e freqüência respiratória).

       
Publicidade

Deixe uma resposta