HIS17 É hora de mudar a saúde! Faça como seus colegas, participe do HIS. Quero participar da mudança

Hospital Napoleão Laureano institui ‘lista da morte’

Publicidade

Único estabelecimento especializado em oncologia na Paraíba, o Hospital Napoleão Laureano, teve de suspender novos atendimentos, alegando falta de recursos financeiros. Além disso, instituiu o que está sendo chamado de ?lista de morte?, com os nomes de 159 pacientes que esperam na fila por tratamento quimioterápico pós-cirúrgico. O termo está sendo amplamente usado no Estado nas referências ao caso, inclusive pelo diretor do hospital. A Promotoria foi acionada para intermediar uma solução, e haverá reunião nesta segunda-feira, 30 de janeiro. Desde que a relação foi criada, em 26 de dezembro, duas pessoas já morreram à espera de tratamento. O principal critério para a escolha dos que vão aguardar, nos casos em que só a quimioterapia é necessária, é a ordem de chegada. Tratamento de radioterapia e crianças e casos agudos de leucemia têm atendimento prioritário. Em outros casos, é preciso entrar na fila e esperar que outro em recuperação receba alta. Este período pode chegar a seis meses.
Para tentar cobrir o aumento da demanda pelo tratamento quimiterápico, cuja média mensal subiu de 1.100 para 1.300, houve uma complementação de R$ 100 mil aos R$ 400 mil mensais repassados ao hospital por meio do SUS (Sistema Único de Saúde) para quimioterapia. O diretor do hospital, João Batista Simões, estima que seriam necessários mais R$ 120 mil.

       
Publicidade

Deixe uma resposta