Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospital Mario Gatti ganha menção especial do Ministério da Saúde

Publicidade

“Inclinar-se” para acolher a necessidade do paciente. Aliviar, confortar, curar e reabilitar. No Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, em Campinas (SP), o conceito de uma clínica não pode ser separado de uma atitude absolutamente acolhedora. No Mário Gatti, houve uma ampliação da prática clínica usual. O acolhimento ao doente vai além do seu problema de saúde e de suas queixas. Os profissionais dessa unidade de saúde estimulam a autonomia e o auto-cuidado dos pacientes e de seus familiares, informa a Agência Saúde.
Os funcionários desse hospital paulista são capacitados para considerar a dimensão subjetiva e social do processo de adoecimento. O profissional de saúde procura então modificar a escuta e estabelecer um vínculo mais sólido com o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). O trabalho em equipe também é valorizado. Todos os profissionais são responsáveis pelo cuidado ao paciente e pela conquista de melhores resultados terapêuticos.
O resultado do trabalho do Hospital Dr. Mário Gatti é seu modelo de gestão foi reconhecido pelo Ministério da Saúde com Menção Especial do prêmio David Capistrano, que incentiva a implantação de iniciativas que promovam o direito dos pacientes de serem atendidos com respeito, eficiência, rapidez, informação e segurança. A premiação teve 589 concorrentes de todos os Estados brasileiros.
Representantes do Hospital Mário Gatti estarão em Brasília entre os dias 20 e 22 de setembro para compartilhar com gestores, profissionais e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) a experiência de implantar em sua cidade “O SUS que dá certo”, durante o I Seminário HumanizaSUS. O evento servirá para promover o intercâmbio de idéias, propostas, estratégias e experiências voltadas a uma política de saúde mais humana. A finalidade do encontro é disseminar ações que ajudem a melhorar o atendimento ao usuário do SUS.
Além da troca de experiências, serão realizados debates, palestras, seis oficinas temáticas e reuniões. A expectativa é de que mil pessoas participem do seminário. Entre elas, representantes dos Grupos de Trabalho de Humanização (GTH’s), técnicos do Ministério da Saúde, instituições de ensino e de pesquisa e organizações não-governamentais.
Durante o seminário, estará aberto aos participantes o Café HumanizaSUS, um espaço onde poderão trocar idéias com especialistas sobre a humanização no Sistema Único de Saúde. Além disso, haverá uma mostra com painéis, pôsteres e fotografias, mostrando o trabalho que vem sendo realizado em todo país pelo HumanizaSUS.
Mais informações no site do Ministério da Saúde (www.saude.gov.br), pelos telefones (61) 315-3685 e (61) 315-3680 ou pelo e-mail: seminariohumanizasus@saude.gov.br

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta