Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospital Mário Covas inaugura novo espaço

Publicidade

O Departamento Materno Infantil do Hospital Estadual Mário Covas, também conhecido como Berçário, comemora um ano de funcionamento no próximo dia 14 de outubro, às 10h30, com a inauguração da Sala de Convivência para as mães do Método Canguru. Esse é um importante passo na adequação do serviço ao atendimento humanizado ao recém-nascido de baixo peso e sua família (Método Mãe Canguru), para a obtenção do credenciamento do método junto ao Ministério da Saúde, que até agora, no ABC Paulista, só foi concedido ao Hospital Municipal Universitário de São Bernardo do Campo (HMU-SBC). O local servirá para reunir as mães que participam do projeto, para que realizem atividades manuais, assistam a vídeos educativos e façam parte dos Grupos de Mães, nos quais terão auxílio de psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, fonoaudiólogos e médicos, com objetivo de esclarecerem dúvidas e aprenderem mais sobre os cuidados com o recém-nascido, higiene pessoal e aleitamento materno.
Atualmente, o HEMC está em fase de organização do Projeto Mãe Canguru. Para que esteja plenamente capacitado e seja reconhecido pelo Ministério da Saúde, falta ainda o treinamento de parte da equipe, a criação de uma enfermaria própria para o local, que permitiria às mães ficarem 24 horas por dia com os bebês, e a contratação de uma psicóloga que atue exclusivamente no local. “Estamos tomando as últimas providências e, nos próximos meses, é provável que já estejamos com projeto finalizado”, diz a Dra. Sandra Gianelo, chefe de clínica da Unidade Neonatal do Hospital Estadual Mário Covas.
De acordo com a neonatologista, além da busca pela certificação do Método Mãe Canguru, o HEMC aumentará os trabalhos voltados para a conquista do título “Hospital Amigo da Criança”, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em 1990, com objetivo de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno, e que foi implementado pelo Ministério da Saúde desde 1992.
Atualmente, 279 hospitais do país possuem o prêmio e aproximadamente 18 mil no mundo. Dentre as principais exigências estão o treinamento de toda a equipe da maternidade, o auxílio às mães no início da amamentação na primeira meia hora após o parto, a prática do alojamento conjunto 24 horas por dia e não permitir a utilização de bicos artificiais (chupetas e mamadeiras) às crianças amamentadas ao seio.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta