Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospital Mãe de Deus conquista acreditação plena

Publicidade

Depois de obtida a acreditação nível 1, o Hospital Mãe de Deus, de Porto Alegre (RS) acaba de conquistar a acreditação plena, concedida pela ONA (Organização Nacional de Acreditação). O Mãe de Deus é o único hospital privado do Rio Grande do Sul a receber esse nível de certificação. O hospital obteve acreditação plena considerando a organização dos processos assistenciais e a capacidade da gestão, com destaque para áreas de alta complexidade, como Emergência e Centro de Tratamento Intensivo (CTI), que alcançaram níveis de excelência.
Segundo o Dr. Sérgio Rufini, consultor técnico para qualidade e gestão do Hospital Mãe de Deus, a avaliação foi realizada pelo Instituto de Acreditação Hospitalar e Certificação em Saúde (IAHCS). Internamente a equipe do hospital, chefiada pelo Dr. Rufini, realizou um trabalho conjunto com os gestores da instituição de saúde. “A validade da certificação nível 1, obtida em 2001, iria vencer neste mês de maio. Optamos então por fazer um upgrade em todas as áreas, obtendo assim a acreditação nível 2”, explica Rufini.
O foco de trabalho para obter a atualização do selo de qualidade, foi a identificação das áreas que não estavam em conformidade com o nível 2 e o trabalho para adequá-las ao programa. A acreditação plena nível 2 leva em conta a organização dos processos e qualidade clínica, enquanto o nível 1 diz respeito aos recursos e infra-estrutura.
O Hospital Mãe de Deus conta com 226 leitos e é especializado em atendimento de alta complexidade nas áreas neuro e cardiovascular, oncológica, traumato-ortopedia, medicina diagnóstica e atendimento ao paciente grave.
Segundo Rufini, a certificação de qualidade concedida pela ONA volta-se para a avaliação da atividade-fim do hospital, atestando o modelo de gestão.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta