Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospital Heliópolis inaugura enfermaria exclusiva para detentos

Publicidade

O Hospital Estadual do Heliópolis, no bairro do Sacomã, Zona Sul da capital paulista, passa a contar com a primeira enfermaria exclusiva para detentos. Com capacidade para receber até oito presos, a ala é toda equipada com grades e começa a operar com seis leitos. Além do Hospital de Heliópolis, outras quatro unidades de saúde terão, em breve, enfermarias exclusivas para detentos, sendo uma em hospital da Grande São Paulo e três no Interior. A medida tem como objetivo proporcionar mais segurança aos funcionários e usuários da unidade de saúde e aos detentos, além de reduzir o efetivo necessário para acompanhamento do preso.
A ala exclusiva será usada, principalmente, para cirurgias e atendimentos de casos mais graves, uma vez que todas penitenciárias e Centros de Detenção Provisória contam com enfermarias para atendimento dos detentos.
Segundo o governador Geraldo Alckmin há muitos casos de presos que foram baleados e tiveram de fazer colostomia (bolsa que liga o intestino grosso ao meio externo) e que, agora, precisam fechar a ostomia. De acordo com o secretário estadual da Administração Penitenciária, Nagashi Furukawa, atualmente há 102 detentos no sistema penitenciário estadual em condições de retirada da bolsa de colostomia. Quatro deles deverão ser encaminhados à nova ala já na próxima semana para a cirurgia.
Furukawa também ressaltou que a enfermaria exclusiva para detentos vai proporcionar economia de recursos humanos. Ele explicou que para cada preso que é encaminhado a atendimento médico-hospitalar externo a Secretaria mobiliza oito agentes penitenciários. ?Se levássemos seis presos para hospitais diferentes, como acontecia, precisaríamos de 48 agentes penitenciários. Com a nova ala, os oito funcionários que cuidariam de um preso, vão ter condições de tomar conta, no início, de seis e, depois, de oito?, destacou.
O secretário estadual da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, informou que a escolha dos outros quatro hospitais que receberão enfermarias exclusivas para detentos terá como critério a vocação cirúrgica da unidade de saúde.
O hospital de Heliópolis também está passando por uma reforma e no dia 1º de fevereiro, a será inaugurada uma nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Destinada a pacientes coronarianos, a nova UTI, com dez leitos, teve investimento estadual de R$ 1,5 milhão. Assim, o hospital passa a totalizar 44 leitos de UTI.
Além disso, no ano passado, o Estado liberou outros R$ 1,4 milhão para a compra de equipamentos. O governador informou que o próximo passo será a reforma da área externa do hospital, tanto o prédio, quanto o terreno, que deverá ganhar um jardim.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta