Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospital Espanhol e Clinica Amo fecham parceria

Publicidade

O Hospital Espanhol, localizado em Salvador, em parceria com a Clinica AMO acaba de anunciar a inauguração de Unidade de Oncologia do Hospital Espanhol-Clínica AMO. “A clínica já é reconhecida como referência em oncologia. Assim, estamos unido a tradição e a estrutura do hospital ao expertise da AMO”, afirma Dr. Carlos Alberto Sampaio Pereira Filho – oncologista clínico e sócio da Clínica AMO. De acordo com ele, a parceria viabiliza a oferta de um serviço integrado. Isso porque, estando dentro do ambinete hospitalar, a clínica pode ampliar a gama de serviços oferecidos e impor mais dinâmica no atendimento.
Todo o projeto de arquitetura e fluxo foi desenvolvido pela clínica e aprovado pelo hospital. A unidade, voltada ao atendimento ambulatorial, conta com uma área de 450 metros quadrados na qual estão distribuídos três consultórios, o setor de tratamento ambulatorial com 12 poltronas para realização das sessões de quimoterapia, quatros leitos de hospital dia, além de uma área destinada ao armazenamento e manipulação dos medicamentos.
A expectativa é de que sejam realizados 50 atendimentos por dia na área de tratamento ambulatorial da unidade. ?Acreditamos que o faturamento proveniente do serviço oncológico deve chegar a R$ 1,5 milhão por mês?, prevê Aderval Gomes, diretor da Perfil Gestão Empresarial, empresa de co-gestão do Hospital Espanhol.
Além disso, o Hospital Espanhol está finalizando o projeto de reestruturação da parte elétrica para, em seguida, criar um parque de radioterapia. ?Queremos implementar a radioterapia até junho e calculamos que será necessário investir algo em torno de US$ 3 milhões?, revela.
Gomes também explica que a inauguração da unidade faz parte do processo de modernização do hospital, iniciado em 2001. ?Ao longo dos últimos quatro anos investimos mais de R$ 10 milhões na atualização da estrutura, qualificação de pessoal e informatização dos sistemas?, revela. Os resultados da reestruturação ficam claros por meio dos números do hospital. A unidade que em 2000 registrou faturamento de R$ 34 milhões, fechou 2004 com receita de R$ 145 milhões.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta