Referências da Saúde Quem foram os premiados da edição 2016? Confira agora

Hospital Dr. Christóvão da Gama investe em reestruturação de tecnologia

Publicidade

Focada na modernização da gestão e na sustentabilidade dos negócios, a diretoria do Hospital e Maternidade Dr. Christóvão da Gama, em Santo André (SP), está investindo em tecnologia. A ideia é integrar todos os sistemas e equipamentos dentro do hospital, de modo a garantir mais agilidade nos processos de gestão e de atendimento e ainda incrementar a produtividade.
“Desde 2005 o hospital está passando por um redesenho da gestão, que culminou neste projeto”, analisa o superintendente do hospital, Fernando Lorenção. Para tornar o projeto possível, a instituição buscou no mercado empresas parceiras, para que juntas pudessem desenvolver o projeto. Hoje estão envolvidas 16 empresas, entre fornecedores de soluções de TI, de equipamentos e instituições financeiras para o financiamento do projeto.
Somente na área de diagnóstico por imagem, a instituição investiu R$ 3,5 milhões, o que envolve a compra de equipamentos como tomografia computadorizada, de raio x, de ultrassom e ainda os sistemas PACS e RIS, todos da Philips. A empresa também fornecerá monitores e gabinetes de tecnologia, que somaram mais R$ 1,3 milhão em investimentos. “Buscamos no mercado empresas que pudessem fornecer soluções globais e com isso nos ajudar nessa integração”, comenta o Lorenção.
Outra empresa parceira no projeto é Wheb Sistemas, que fornecerá as soluções de gestão administrativa e hospitalar. “Para nós fornecedores, o projeto do HCMG é interessante para o desenvolvimento do mercado. Se formos bem-sucedidos aqui, certamente poderemos replicar esse modelo em outras instituições”, aponta a diretora comercial da empresa, Solange Plebani.
O projeto levou seis meses para ser planejada e agora está em fase de implantação. A expectativa é que até maio do próximo ano, todos os novos sistemas já estejam rodando na instituição. “O que nós fizemos na verdade foi uma reengenharia da tecnologia do hospital, utilizando os mesmos recursos que tínhamos disponível, mas de uma forma mais eficiente. E certamente, contar com a parceria das empresas no desenvolvimento desse projeto foi o que o tornou o projeto viável”, avalia o diretor do comitê de TI da instituição, João Gregório Penido Filho.
Com o investimento feito, o executivo espero obter uma receita incremental da ordem de 30% e reduzir os custos em 20%. O hospital tem hoje um faturamento mensal de R$ 11 milhões. “Nosso próximo objetivo é conquistar o selo de acreditação”, pontua Lourenção.

Publicidade

Notícias como essa no seu e-mail

Faça como mais de 20.000 profissionais do setor de saúde e receba as últimas matérias no seu email.

Deixe uma resposta