HIS17 É hora de mudar a saúde! Faça como seus colegas, participe do HIS. Quero participar da mudança

Hospital Carlos Chagas organiza pronto-socorro por especialidades mais procuradas

Publicidade

O Hospital Carlos Chagas, localizado no Centro de Guarulhos, iniciou, em 2015, um projeto de reorganização de seu pronto-socorro – o maior da cidade e da região –, priorizando as especialidades mais procuradas pelos pacientes. Atualmente, os casos de urgência e emergência contam com atendimento em cardiologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, além das já tradicionais ortopedia, clínica médica, pediatria e ginecologia e obstetrícia. Uma equipe de profissionais de saúde altamente qualificados segue protocolos clínicos como o de dor torácica, cujo objetivo é identificar, de forma ágil, possíveis patologias cardiológicas.

O PS do Carlos Chagas tem área total de 2.400 m², 17 leitos de observação e 24 consultórios. Atualmente, são realizados 20 mil atendimentos por mês, 24 horas por dia, com protocolos que definem o fluxo pelo qual o paciente passará, desde a triagem até a consulta com os médicos e a realização de exames. Além disso, os pacientes que necessitam de acompanhamento em função de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, são direcionados pela equipe do PS para consultas com especialistas.

No caso de dor torácica, por exemplo, um paciente que, durante a triagem, apresente sinais e sintomas que indicam cardiopatias, é inserido numa sequência de procedimentos e terá um eletrocardiograma feito e analisado por um médico cardiologista em poucos minutos. Da mesma forma, existem outros protocolos – de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e Sepse – que seguem fluxos de exames e processos a serem adotados em caso de suspeita dessas ocorrências. A partir dos resultados, são definidas as etapas seguintes da conduta clínica.

“Os protocolos adotados nas especialidades atendidas em nosso PS agilizam os atendimentos, garantindo que os pacientes com quadros mais graves tenham prioridade e possam contar, também com a máxima agilidade, com o suporte dos serviços de diagnóstico e, quando necessário, de leitos de internação convencionais ou de unidade de terapia intensiva (UTI) adulta ou infantil”, destaca o diretor clínico do Hospital Carlos Chagas, Edmundo Prado Filho.

       
Publicidade

Deixe uma resposta